16.7 C
São Paulo
domingo, outubro 2, 2022

Homem costura focinho de cachorro em seu rosto!

- Publicidade -

Fotos mostram um rapaz costurando a cara de um cachorro em seu rosto! Será que isso é verdade ou mais uma farsa da web?

As imagens não são novas. Circulam há alguns anos pela internet e, agora em outubro de 2012, voltaram a aparecer nas redes sociais. Um rapaz passa por uma espécie de cirurgia para transformar seu rosto em uma forma canina e, para isso, costura o focinho de um cão da raça Rottweiler na sua própria cara!

Dá só uma olhada aí embaixo, que bizarro:

Cara de cachorro!
Cara de cachorro! (reprodução: Facebook)

 Será verdade?

Ainda bem que tudo não passou de uma bela montagem feita com uma cabeça real de um cachorro e com a ajuda da maquiagem e de um pouquinho de computação gráfica!

As partes do focinho do rottweiler foram costuradas num modelo em silicone do rosto do homem e a edição no computador mesclou os objetos no rosto do moço.

Quem é ele?

O maluco rapaz que aparece nas fotos se chama Rodrigo Braga, um artista plástico nascido em Manaus e criado em Pernambuco que usa de imagens chocantes para atingir seu público e causar as mais diversas sensações em quem aprecia suas obras.

As fotos da sua falsa cirurgia foram feitas no final de 2004 e, como foi explicado em seu site,

“[…] Braga queria passar a ideia de uma metáfora da condição humana e existencial, uma problematização da sua relação com o outro, e consigo próprio”

Não entendemos bem o que isso quer dizer, mas o fato é que Rodrigo Braga parece ter alcançado seus objetivos, uma vez que seu trabalho ficou famoso na web e, de vez em quando, volta a aparecer.

No site do Prêmio Investidor Profissional de Arte podemos ver outros trabalhos de Rodrigo Braga. Mas já é bom avisar que as fotos são bastante perturbadoras!

- Publicidade -

Desejo Eremita - 2007 (foto: divulgação)
Desejo Eremita – 2007 (foto: divulgação)

 

E o pobre do cachorro?

Para quem ficou triste pela morte do cachorro, Rodrigo explica em seu site que conseguiu o corpo do cão no Centro de Vigilância Ambiental da Prefeitura do Recife. Segundo ele, a doação lhe foi feita exclusivamente para fins artísticos e o animal estava na fila de eutanásia do controle de zoonose.

É bom que fique claro que o artista pernambucano não matou o cachorro. Ele já levou pra casa o bichinho morto.

Rodrigo Braga esclarece em seu site que o cão foi adquirido para fins artísticos!
Reprodução do site onde Rodrigo Braga esclarece em seu site que o cão foi adquirido para fins artísticos!

Conclusão

As fotos foram montadas com a ajuda de computação gráfica, mas a cabeça do cachorro é real!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

25 COMENTÁRIOS

  1. Isto têm algum jeito? Ele é burro ou quê? Quer chamar a atenção? Assim não vai conseguir, porque aposto que inúmeras pessoas não concordam com este ato inútil que fez!!!! Não tem mais nada para fazer? Até onde o ser humano chega. Eu tenho vergonha da minha espécie!!!! Isto é de loucos. Enfim. Talvez aconselhasse o dito cujo rapaz a consultar um psicólogo!!

  2. Dentro da filosofia contemporânea, podemos classificar esse indivíduo, que pensa ser artista, assim como seus admiradores como: portadores da “síndrome da besta”, ou seja, é o que há muito se conhece como “besta humana”.
    Uma característica curiosa de tais é se esconderem embaixo da saia do preconceito, sempre acusando de preconceituosos aqueles que não aceitam suas aberrações e agressões. Quando em realidade os preconceituosos são eles mesmos e, bem demonstram isto ao rejeitarem e destruírem todos os bons princípios que há milênios mantêm viva a sociedade humana. É o bizarro preconceito do mal contra o bem. É o preconceito do mal contra uma sociedade descente e natural.
    Não aceitarmos as “bestas humanas” em nossa sociedade é um dever dos seres humanos, pois tão somente ignorá-los é permitir que a “síndrome da besta” continue a se multiplicar. É preciso ficar alerta e reagir contra o mal pululante.

  3. Tanta gente pra dizer pra ele adotar o cachorro, ninguém pra adotar. :/
    Centenas de cachorros são mortos todos os dias nos abrigos porque o sistema simplesmente não suporta a quantidade de animais abandonados, e enquanto isso filhotinhos são comprados a peso de ouro em pet shops.
    Arte ou não, ele tem o mesmo envolvimento na morte do cachorro que cada um de nós.

  4. Mesmo o cão estando morto, na minha opinião esse cara é um louco. eu jamais teria coragem de cortar a cabeça de um animal. Pense, que corta a cabeça de um animal poderia muito bem corta a de uma pessoa sem sentimento nenhum. que horror! Acho que se fosse permitido ele levar o corpo de um humano faria.

  5. Acho que a frase “Pense, que corta a cabeça de um animal poderia muito bem corta a de uma pessoa sem sentimento nenhum” foi a frase mais estúpida que vi nesses comentários…

    Meus parabéns Natalie, você acaba de descobrir que matadouros/açougues só empregam psicopatas.

    É muito julgamento estúpido pra uma só pessoa…

  6. vocês são completos idiotas que não conseguem ver a imagem que o rapaz quis passar porque gado! completos alienados pelo sistema! ESSE RAPAZ É UM GÊNIO! vocês nunca vão criar algo tão criativo em suas vidas! vocês não passam de peso morto na terra! principalmente a Vânia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui