Connect with us

E-farsas

O própolis espanta o mosquito da dengue e do zika?

Falso

O própolis espanta o mosquito da dengue e do zika?

O própolis espanta o mosquito da dengue e do zika?

É verdade que o consumo do própolis ajuda a espantar o mosquito Aedes aegypti além de acabar com os sintomas do zika e da dengue?

A receita caseira apareceu nas redes sociais, e em diversos sites e blogs, em janeiro de 2016, junto com o aumento no interesse pelo zika, uma doença transmitida pelo mesmo mosquito da dengue.

De acordo com o texto, uma médica do Hospital de Câncer de Barretos teria descoberto que o consumo de própolis funcionaria como um repelente natural para o mosquito Aedes aegypti, transmissor dos vírus da dengue, da zika e da chikungunya.

A receita seria o consumo diário de apenas 5 gotas da substância, que seria suficiente para ser expelida pela pele, afugentando o inseto.

Será que essa receita é eficaz? O própolis é um repelente natural para o mosquito do zika?

Própolis serve como repelente de mosquito?

Própolis serve como repelente de mosquito?

Verdadeiro ou falso?

Esse é um boato antigo, mas que ganhou força novamente em 2016, quando os casos de dengue no Brasil aumentaram drasticamente e o zika ficou mais conhecido. Em 2008, por exemplo, esse mesmo rumor já se espalhava pela web, mas o doutor citado era outro.

A notícia da “descoberta” foi parar até no site da Unicamp, que rapidamente retirou os texto e se pronunciou, explicando que:

“Atualmente circula na internet um e-mail que remete a esta página com uma reportagem sobre o uso de própolis no combate à dengue e à malária. Apesar da página ter hospedado a notícia, é importante salientar que a pesquisa tratada nela não se refere a nenhum trabalho feito na Unicamp. Por isso, a Universidade não atesta a veracidade do sugerido e recomenda cuidado na divulgação da informação, uma vez que esta pode levar ao incentivo à automedicação. A notícia foi retirada do ar para evitar quaisquer equívocos.”

O portal da Unimed também desmentiu essa história e explica que não há nenhuma comprovação de que qualquer uma dessas “fórmulas mágicas” funcione para repelir o mosquito Aedes aegypti.

Em entrevista a um jornal carioca, o professor de infectologia Edimilson Migowski, diretor do Instituto de Pediatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) , explica que o suor pode expelir certas substâncias que pode atrair ou repelir o mosquito, mas que apenas 5 gotas de própolis é insuficiente para que cause alguma alteração no suor!

Migowski explica também que o uso de repelentes tradicionais, à base de DEET, icaridina ou IR3535, é a maneira mais eficaz de se proteger das picadas do Aedes aegypti.

Em 2015, pesquisadores da Universidade Estadual do Novo México (EUA) testaram a eficácia de 10 tipos de repelentes contra o mosquito da dengue e os resultados foram publicados no Journal of Insect Science.

Os estudos revelaram que os mosquitos foram fortemente repelidos por todos os produtos que continham DEET em sua fórmula. Infelizmente, não houve testes com própolis!

Nessa pesquisa há uma lista de produtos naturais que possuem alguma ou nenhuma eficácia em repelir insetos.

Conclusão

Não há nenhuma comprovação de que o própolis funcione de forma eficaz como repelente do mosquito da dengue e do zika! A melhor forma de se proteger contra o Aedes e sua turma é usar roupas que cubram grande parte do corpo e usar bastante repelente no lugar do própolis! Ajude também a não aumentar os focos de mosquitos, acabando com a água parada!

Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas e, em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar é o autor do livro "Caçador de Mentiras" pela Editora Matrix e da aventura de ficção infantojuvenil "Marvin e a Impressora Mágica"!

Comentários

Mais Checagens em Falso

To Top