18.6 C
São Paulo
terça-feira, agosto 16, 2022

Os muçulmanos exigiram que as mulheres andem separadas dos homens na França?

- Publicidade -

É verdade que as mulheres devem andar separadas dos homens pelas calçadas de Nantes, na França, por exigência dos muçulmanos em cumprimento à lei da Sharia?

A foto com uma placa supostamente tirada na França se espalhou através das redes sociais no final de novembro de 2018 e mostra a imposição da separação dos gêneros que transitam pelas ruas da cidade de Nantes. Na placa, é explicado que os homens devem andar pela esquerda e as mulheres pela direita!

De acordo com o texto que acompanha a imagem, os muçulmanos teriam exigido do Governo a aplicação de uma separação entre os pedestres homens e mulheres, conforme a lei de Sharia.

Será que isso é verdade?

“França, cidade de Nantes: Devido à exigência dos muçulmanos da cidade de Nantes, os sexos são segregados nos passeios, conforme a lei da Sharia.” (foto: Reprodução/Twitter)

Verdade ou mentira?

No dia 23 de novembro de 2018, a prefeitura de Nantes explicou que a placa foi criada para celebrar o Dia Internacional da Eliminação da Violência contra as Mulheres (25 de novembro) e que a ideia nunca foi a de separação, mas a de união:

https://www.instagram.com/p/BqfnwUMhl9b/?utm_source=ig_embed&utm_medium=loading

Questionada pelo site de notícias FranceInfo, a prefeitura também disse que a placa ficou exposta no local apenas por duas horas (foi instalada na noite de 23 e removida logo em seguida) e que ela faz parte de “uma ação global de conscientização”!

O objetivo, disse um porta-voz, era “ver o que provoca como reações de pessoas para explicar que “o espaço público não pode ser dividido e mostrar como é embaraçoso não deixar espaço para as mulheres no espaço público”.

“Uma companhia de artistas desempenhou várias funções para gravações de videoclipes que serão transmitidos durante todo o final de semana em nossas redes sociais”, disse a prefeitura de Nantes

Conclusão

A placa ordenando a separação entre homens e mulheres em uma rua não foi uma exigência dos muçulmanos! Trata-se de parte de uma campanha de conscientização para o Dia Internacional da Eliminação da Violência contra as Mulheres!  

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

2 COMENTÁRIOS

  1. Espalhador de fake news é um sujeito tão burro! Desde 2010 a França proibiu uso de véu islâmico, primeiro nas escolas e depois em locais públicos. Por qual motivo iria acatar da comunidade muçulmana uma lei separando homens e mulheres nas ruas?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui