Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Policial ferido é carregado por professor em manifestação em SP

Policial ferido sendo carregado por manifestante

Conspirações

Policial ferido é carregado por professor em manifestação em SP

Foto mostra a solidariedade de um professor ao carregar policial ferido durante manifestações em São Paulo. Será que essa história é real?

Em abril de 2012, uma fotografia muito curiosa começou a se espalhar pelas redes sociais. Nela podemos ver um homem carregando um policial ferido, em meio a um confronto entre a Polícia Militar e professores, em São Paulo.

Policial ferido sendo carregado por manifestante

Policial ferido sendo carregado por manifestante! (reproduçao: Facebook)

 

Será que isso é verdadeiro ou farsa?

A foto é real! O belíssimo flagra foi eternizado pelo fotógrafo Clayton de Souza, da Agência Estado, em março de 2010. O ato heroico ocorreu no dia 26 de março daquele ano, em confronto entre policiais e professores em uma assembleia promovida próxima ao Palácio dos Bandeirantes – no bairro do Morumbi, em São Paulo. Abaixo podemos ver outra foto[bb]tirada na sequencia:

 

Policial ferido é carregado por policial à paisana!

Policial ferido é carregado por policial à paisana! (reprodução)

 

A história da imagem

Quanto à história por trás da imagem, há muita controvérsia e muitas dúvidas ainda pairam sobre ela. Afinal, quem é o herói da história? Seria mesmo um professor[bb]?

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

As primeiras noticias publicadas nos principais jornais do país afirmavam que se tratava de um professor que se solidarizou com o policial ferido e resolveu carrega-lo até o atendimento. De acordo com o Estadão, 16 pessoas ficaram feridas durante o confronto entre policiais e manifestantes.

No entanto, no dia seguinte, quando as notícias foram apuradas com mais esmero, descobriu-se que o tal professor era, na verdade, um policial à paisana infiltrado no meio da manifestação e que o ferido era uma mulher, a soldado Erika Cristina Moraes de Souza Canavezi, que foi ferida com uma paulada no rosto.

A versão de que o “rapaz-herói” era um policial foi confirmada também pela própria Polícia Militar em seu blog.

Dúvidas

Algumas questões ainda ficaram sem resposta. Por exemplo:

  • O que o policial estaria fazendo disfarçado no meio da manifestação?
  • Qual é o nome desse sujeito?

Segundo o Viomundo, no dia 29 de março de 2010, os diretores de subsede da Apeoesp de Osasco passaram o dia investigando a possível origem do rapaz. Muitos se lembram de tê-lo visto em meio aos professores, mas chegaram à conclusão de que o suposto professor não fazia parte dos associados e que era, de fato, um policial militar do serviço reservado (ou secreto) da Polícia Militar paulista. “É um P2, como são chamados”, afirma o Viomundo.

Quanto à identidade do policial disfarçado, em nota ao Viomundo, a Polícia Militar disse que “por solicitação do policial, que pediu para ter o seu nome preservado, a PM não irá divulgar o nome dele”.

Questionada sobre o real motivo de o policial estar infiltrado no meio dos professores, a PM simplesmente respondeu: “Ele estava no local, não disse o que estava fazendo”, respondeu a assessoria de imprensa[bb]. Estranho, não é?

Conclusão

A foto é real! Porém o rapaz que salvou a policial não é um professor, é um policial disfarçado.

Sites citados

 

Continue lendo
30 Comentários

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo