Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Princesa Iraniana Qajair teve 145 pretendentes e era símbolo de beleza?

Famosos

Princesa Iraniana Qajair teve 145 pretendentes e era símbolo de beleza?

Imagens mostram uma princesa Iraniana chamada Qajair! Será que ela teve 145 pretendentes da alta nobreza e 13 deles tiraram a vida por causa da sua rejeição?

As fotos antigas de uma mulher se espalharam em diversas publicações nas redes sociais na primeira quinzena de setembro de 2017 e deixou muita gente curiosa. Juntamente com as imagens, um texto afirmava que essa mulher seria uma princesa iraniana, que teve mais de 100 pretendentes e que, por ser considerada um símbolo de perfeição e de beleza, 13 homens da alta nobreza teriam se matado após terem sido rejeitados por ela!

Será que essa história é verdadeira ou falsa?

Princesa iraniana era considerada uma beleza em sua época! Será verdade? (foto: reprodução/Facebook)

Verdade ou farsa?

Qajair ou Kayar (dependendo da tradução) não é o nome da mulher, mas de uma dinastia da qual ela fazia parte. Esse era a família real iraniana que liderou a nação entre 1785 e 1925. Um dos reis do território persa foi Naser al-Din Sah Kayar (liderou de 1848 a1896) e a princesa que aparece nas fotos compartilhadas foi Zahra Khanom Tadj es-Saltaneh.

Não há registros confirmando que Zahra teve mesmo 145 pretendentes e tampouco que 13 deles cometeram suicídio!

Considerada muito à frente de seu tempo, ela foi considerada uma feminista e lutou pelos direitos das mulheres iranianas. Teve quatro filhos e se divorciou (algo muito fora dos padrões na época), além de ser a musa inspiradora do poeta Aref Qazvini.

Zahra Khanom Tadj es-Saltaneh foi pintora, escritora e uma das primeiras mulheres do país a usar roupas ocidentais.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Além disso, ela criou a Women’s Freedom Society e sua vida tem sido objeto de estudo nas universidades locais e no exterior.

O site Tikitakas afirma que não se pode ter certeza se todas as fotografias associadas a ela são da mesma pessoa (ou uma junção de fotos de mulheres parecidas), a confusão se deve porque algumas publicações misturam fotografias da própria Zahra com uma das esposas do rei Nasereddin. Graças ao rei e à sua paixão pela arte da fotografia, é possível saber que naquela época, as mulheres mais “cheiinhas” e com um bigodinho eram consideradas como exemplos de beleza.

Segundo o site russo Novaya Gazeta, as mulheres eram forçadas a comer constantemente e evitar se moverem para que ganhassem o máximo de peso!!!

O Novaya também conta outra curiosidade: O rei Nasser também visitou a Rússia quando viu o balé pela primeira vez e ficou tão impressionado com essa dança que, ao chegar em casa, ordenou a todas as suas esposas que passassem a usar somente esse tipo de saias, parecidas com as das bailarinas:

Conclusão

As fotos espalhadas são associadas à Zahra Khanom Tadj es-Saltaneh (misturadas com fotos de uma das “mães” dela)! Não há registros de que ela tenha recebido mais de 100 pretendentes, mas sua fisionomia era considerada bela para a época! Além de um rosto bonito e de um corpo cobiçado na época, ela foi considerada uma mulher muito à frente do seu tempo que lutou muito pelos direitos das mulheres iranianas!

Continue lendo
23 Comentários

23 Comments

  1. Fernando

    18 de setembro de 2017 em 23:40

    Só porque o rei tinha determinado gosto, concluiu-se que isso era considerado belo para a época?

    • José Faccioli Jr

      28 de junho de 2018 em 15:31

      Só porque o Lula foi presidente e agora tá na cadeia pode ser candidato? Pois, é!!! São tendências!!

      • FERNANDO Bezerra

        14 de janeiro de 2019 em 12:58

        Sim, uns poucos ditam os padrões de beleza vigentes, iguais aos dias de hoje

      • Ed Mattar

        28 de maio de 2020 em 12:50

        O Lula tá solto babaca. E espera 2022 para essa corja bolsonarista voltar para o esgoto de onde saiu.

        • Gilmar Lopes

          28 de maio de 2020 em 14:31

          Não consigo nem imaginar como que os comentários esse artigo sobre uma princesa iraniana descambou pro lado político!

  2. Alan Souza

    19 de setembro de 2017 em 12:19

    Pode deixar o povo que é ignorante ficar pensando que as iranianas são feias. Os que as conhecem de verdade agradecem pela queda na concorrência…

  3. Denis Martins

    29 de setembro de 2017 em 17:38

    Não há dúvidas que ela era feminista. Como toda boa feminista, muito feia.

    • slatam ibrahimovit

      5 de setembro de 2018 em 17:52

      verdade , falou tudo.

  4. Ana

    22 de outubro de 2017 em 23:08

    Como o Isla proibe o homossexualismo, a princesa, claro, era um homem.

  5. DIONE

    21 de março de 2018 em 20:22

    Interessante!!
    E os padrões de beleza continuam mudando até hoje!! Adoro história..

  6. Marco Faria

    4 de dezembro de 2018 em 4:56

    Em resumo: as feministas SEMPRE FORAM OS DRAGOES! Vai ser baranga assim no inferno…..isso nunca foi mulher bonita nem aqui nwm em Marte nem em qualquer lugar do universo!!!! Francamente ….

    • Valentina Soares

      26 de junho de 2020 em 23:15

      Você já viu sua mãe por acaso?

  7. Ronald Gabriel

    27 de janeiro de 2019 em 6:10

    Mano na moral ela tem Bigode!!! kkkkkk

  8. kessiane de jeus mendes Silva

    12 de fevereiro de 2019 em 10:32

    com isso concluo que sou liiiindaa kk

  9. Tetezinha

    23 de fevereiro de 2019 em 16:21

    Oxi nasci na época errada

  10. Me and me

    13 de outubro de 2019 em 19:49

    Cara ela era feminista em uma epoca tão machista? Cara isso é incrivel! Minha nova ídolo

    (Feminismo é querer direitos iguais, e não superiores)

    • Rodrigo Reis

      12 de novembro de 2019 em 16:08

      Pena que não. Os movimentos feministas atuais são misândricos e só desejam vantagens para mulheres. Basta verificar pelo que se mobilizam e o tipo de manifestações que fazem. Transformam a mulher em um ‘macho mal acabado’, quando atacam sua feminilidade. E acabam por dar grandes tiros no pé, quando pregam que a mulher é tão capaz quanto o homem fisicamente, o que é absurdo, denunciando por fim a falsidade ideológica do movimento.

      • Gilmar Lopes

        12 de novembro de 2019 em 16:16

        Você acha que dá pra generalizar? Conheço feministas que não são assim!

      • Amanda

        24 de novembro de 2019 em 0:35

        Isso não é feminismo, é FEMISMO. Os conceitos são diferentes.
        A feminista luta por direitos iguais mas reconhece as diferenças físicas e considera o valor do homem; a femista se considera superior ao homem e acha por direito subjugá-lo (assim como o machista considera-se superior às mulheres).

    • Anônimo

      24 de abril de 2020 em 23:44

      Feminismo normalmente é querer apenas direitos e não deveres iguais.

  11. Maria

    19 de outubro de 2019 em 13:18

    Cada época e lugar tem suas tendências, mas acredito que somos programados para reconhecer o belo, o harmônico. Esse visual agride a alma. Imaginei ela rindo. Um horror.

  12. danielly da silca cruz

    28 de dezembro de 2019 em 11:05

    isso é algo muito curioso, pois os padrões de beleza com o passar do tempo vieram a mudar,e também e curioso saber que o rei achou que o bale era tão formoso que ordenou a todas as suas esposas que usassem tutus

    • Bha

      2 de junho de 2020 em 15:04

      Mais feia que bater em mãe!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo