20.6 C
São Paulo
domingo, janeiro 29, 2023

Uma mulher matou o marido e fez amante passar por plástica para assumir o lugar dele?

- Publicidade -

Será verdadeira ou falsa a notícia de uma indiana acusada de matar o próprio marido e de fazer o amante passar por cirurgia plástica para ficar no lugar do esposo?

A notícia apareceu em diversos sites e blogs na primeira quinzena de dezembro de 2017 e narra a curiosa notícia de Swati Reddi (ou “Reddy”), uma indiana que após o desaparecimento de seu marido teria tramado um plano digno de um roteiro hollywoodiano: Ela teria combinado de jogar ácido na cara do amante e feito com que a família do marido (dado como morto) custeasse uma operação plástica para o amante.

A ideia mirabolante da mulher, de acordo com a notícia, era fazer com que o homem com o rosto desfigurado ficasse parecido com o marido e, dessa forma, ninguém iria desconfiar que seu esposo havia morrido!

O texto compartilhado nas redes sociais ainda afirma que o plano de Swati Reddi só não foi perfeito porque o irmão do falecido desconfiou do impostor quando foi visita-lo no hospital. Após testes de impressão de digital, a polícia descobriu a farsa e prendeu ambos.

Será que isso é verdade ou farsa?

Swati Reddy teria matado o marido, Sudhakar Reddy, e tentado colocar o amante no lugar! Será verdade? (foto: Reprodução)

Verdade ou mentira?

No dia 09 de dezembro de 2017, o irmão de Sudhakar Reddy chamou a Polícia após achar que o paciente internado no hospital de Hyderabad, capital do estado de Telangana – na Índia – estava agindo muito diferente do que seu irmão agia.

A família, que pagou as cirurgias plásticas do homem que alegava ser o filho desaparecido (que teria sido atacado por uma gangue com ácido), estranhou que o paciente agia de forma estranha e, além disso, havia recusado uma sopa de cordeiro que tanto adorava (inclusive, o sujeito deu entrada no hospital como vegetariano).

Foto do amante que se sujeitou a ter o rosto desfigurado para tomar o lugar do marido morto! (Reprodução)

Após exames de impressão digital, a polícia comprovou que o homem internado não era o marido desaparecido de Swati Reddi, mas do fisioterapeuta Rajesh Ajjakolu. Dias depois, Swati – que é enfermeira – confessou ter matado seu marido no dia 26 de novembro de 2017 aplicando-lhe uma anestesia e golpeando o corpo do homem várias vezes com uma barra de ferro. Após o crime, ela e o amante levaram o corpo sem vida do marido para a floresta e o incendiaram.

- Publicidade -

Nessa reportagem do Telegraph tem mais fotos e informações desse crime que acabou não sendo perfeito!

Conclusão

Uma indiana matou o marido e desfigurou o rosto do amante para que ele fizesse uma cirurgia plástica e ficasse parecido com o esposo, tomando o lugar dele. A família, após pagar as operações, desconfiou do sujeito e chamou a polícia. Swati Reddi confessou o crime e foi presa junto com o amante!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui