Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Crianças atravessam diariamente um rio em sacos plásticos! Será verdade?

Fotos

Crianças atravessam diariamente um rio em sacos plásticos! Será verdade?

Crianças atravessam diariamente um rio em sacos plásticos! Será verdade?

No último domingo (30), fotos de crianças dentro de sacos plásticos atravessando um rio chocaram muitos usuários no Facebook. Somente a publicação de uma usuária chamada F.A. (arquivo) obteve mais de 80 mil compartilhamentos em cerca de 48h. A descrição das fotos, no entanto, não apresentava maiores detalhes. Não citava a data e nem o local da ocorrência, por exemplo. Para completar, nenhuma fonte credível foi mencionada.

Eis a descrição:

Todos os dias os pais desse estudante o colocam num saco plástico para atravessá-lo no rio, para não sujar nem molhar sua roupa da escola. O oxigênio dura de 3 a 4 minutos na bolsa. Seu pai o cruza em 1 minuto. Muitas vezes nos queixamos das circunstâncias e não valorizamos o quão privilegiados somos“.

Publicação da usuária F.A. no Facebook.

Enfim! Será que essas fotos são mesmo verdadeiras? Crianças estão diariamente atravessando um rio em sacos plásticos? Qual a realidade por trás das imagens? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

As fotos são verdadeiras! Porém, elas refletem uma situação que viralizou nas redes sociais em setembro de 2018, no Vietnã! Além disso, não eram apenas crianças que atravessavam o rio dessa forma, mas adultos também. A periodicidade da travessia era praticamente semanal, em vez de diária, e “apenas” quando as águas do rio estavam turbulentas, durante a estação chuvosa, no extremo noroeste do país. Fora isso a travessia era feita através de balsas ou de uma ponte temporária.

Em relação ao tempo de oxigênio disponível, não encontramos maiores informações, mas visivelmente o tempo era bem curto. Isso sem contar, é claro, com a sensação inerente de sufocamento. De qualquer forma, ao pesquisarmos sobre esse caso, nos deparamos com uma situação idêntica ocorrida em 2014, ou seja, aparentemente esse tipo de travessia era recorrente, ao menos nessa região do Vietnã. Após a viralização das imagens, naquela época, o governo local prometeu construir uma ponte suspensa segura para os moradores. Não foi dado nenhum prazo para a conclusão das obras.

Vamos explicar direitinho essa história para vocês!

As Fotos Divulgadas pelo Site da Rádio “Voz do Vietnã”

Em setembro de 2018, o site da rádio “Voz do Vietnã” publicou uma série de fotos de estudantes atravessando um rio, em sacos plásticos, na província de Điện Biên, no extremo noroeste do Vietnã. Segundo Vang A Po, chefe da comuna de Na Sang, a localidade contava com cerca de 40 alunos do Ensino Fundamental e Médio. Eles permaneciam na escola durante a semana e, muitas vezes, voltavam para casa no fim de semana.

Esse vilarejo era um dos mais remotos da comuna de Na Sang, localizada no distrito de Muong Cha. A localidade possuía apenas 75 casas e 500 habitantes! Resumindo? Era um lugar bem remoto mesmo, em meio as montanhas.

O vilarejo de Huoi Ha era um dos mais remotos da comuna de Na Sang. A localidade possuía apenas 75 casas e 500 habitantes.

Cinco Horas para Chegar na Escola!

A estrada que ligava o vilarejo de Huoi Ha até a escola, na região central da comuna, tinha apenas 20 km. Entretanto, quando chovia, a estrada ficava enlameada e praticamente intransitável. Assim sendo, alternativamente, era necessário atravessar o rio Nam Chim e seguir caminho pelo meio da floresta! Para vocês terem uma ideia, levava até cinco horas para as crianças chegarem até a escola.

Durante o período de estiagem, as crianças conseguiam atravessar o rio por meio uma ponte de madeira, mas durante a estação chuvosa, de junho a outubro, elas geralmente precisavam atravessar o rio através de balsas de bambu sendo auxiliadas por cordas ou através de sacos plásticos.

Na estação chuvosa, os moradores do vilarejo de Huoi Ha atravessavam o rio Nam Chim através de balsas de bambu sendo auxiliados por cordas.

Foto mostrando a travessia de dois homens sobre uma balsa de bambu.

No entanto, quando a correnteza estava muito forte, as crianças eram atravessadas dentro de sacos plásticos.

Foto mostrando o espaço ocupado pela criança dentro do saco plástico.

Supostos pais se preparando para atravessar o filho dentro de um saco plástico.

Suposto pai atravessando o filho dentro de um saco plástico.

O Alerta aos Moradores e a Falta de Verbas

Nós alertamos os moradores locais sobre os riscos latentes de atravessar o rio por meio de sacos plásticos, mas a turbulência das águas também pode virar as balsas, então eles acabam escolhendo essa forma. Algum tempo atrás, quando uma balsa virou, uma morador local acabou se ferindo“, disse Vang A Po.

Obviamente, os moradores desejavam que uma ponte fosse construída no local, mas nada havia sido feito pelas autoridades públicas para melhorar a situação. Por sua vez, a comuna planejava construir uma estrada, mas ainda não tinha feito nada devido a falta de verbas.

Obviamente, os moradores desejavam que uma ponte fosse construída no local, porém nada havia sido feito para melhorar a situação.

Por sua vez, a comuna planejava construir uma estrada, mas ainda não tinha feito nada devido a falta de verbas.

E por qual motivo os pais arriscavam a vida dos filhos? Para os pais, a educação era a única forma que os filhos tinham para sair da pobreza.

Atividade Incomum?

De acordo com Nguyen Minh Phu, chefe do distrito de Muong Cha, atravessar o rio utilizando sacos plásticos não era uma atividade comum dos moradores de Huoi Ha. Eles só utilizavam esse método quando o nível das águas estava alto e, consequentemente, inseguro para passar pela ponte temporária devido à turbulência das águas.

Eram necessárias até cinco horas para as crianças chegarem até a escola!

Isso porque elas precisavam passar pelo rio Nam Chim e pelo meio da floresta!

Ele estimou que precisaria de 6 bilhões de dongs vietnamitas (cerca de R$ 1 milhão pela cotação atual) para construir uma ponte sobre o rio Nam Chim. Entretanto, transportar os materiais de construção ao longo da enlameada e estreita estrada poderia ser um empecilho. Assim sendo, a construção de estradas deveria ser priorizada. Ele acrescentou que o distrito esperava obter um financiamento do governo para o projeto.

Adultos Também Atravessavam em Sacos Plásticos!

Nguyen Minh Quy, professor do vilarejo de Huoi Ha, admitiu que ele e alguns colegas também usavam sacos plásticos para atravessar o rio Nam Chim.

É muito importante destacar que a região noroeste do Vietnã é um dos locais mais inóspitos para se viver no país. Há enchentes descomunais durante a época chuvosa e a seca assola a região no período de estiagem. A região também abriga muitas minorias étnicas e famílias de baixa renda.

A Pressão da Mídia!

Após uma série de matérias veiculadas na imprensa local, assim como nas agências de notícias ao redor do mundo, as autoridades públicas foram até o vilarejo. Em uma análise preliminar, realizada no fim de setembro de 2018, constataram que havia a possibilidade da criação de uma ponte no local.

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

Momento de tranquilidade das águas do rio Nam Chim.

Motos também eram atravessadas com a ajuda de balsas.

Após uma série de matérias veiculadas na imprensa local as autoridades públicas foram até o vilarejo. A promessa era que uma ponte seria construída no local.

Vu Ngoc Ka, vice-diretor do Departamento de Manutenção de Estradas da Secretaria de Transportes de Điện Biên disse que o órgão iria estudar o tipo de ponte a ser construída. Quando houvesse essa definição as obras seriam iniciadas. O investimento seria algo em torno de 7 bilhões de dongs vietnamitas (pouco mais de R$ 1 milhão). Infelizmente, no entanto, não foi dado nenhum prazo. Também não encontramos nenhuma notícia falando sobre o início ou conclusão da ponte em sites de notícias vietnamitas.

Uma Situação Idêntica Foi Relatada na Mesma Província em Março de 2014

Em março de 2014, um vídeo gravado por uma professora do jardim de infância, chamada Tong Thi Minh, viralizou na internet. O vídeo mostrava alunos e professores atravessando as águas agitadas do rio Nam Po em sacos de plástico. A localização? Vilarejo de Sam Lang, distrito de Nam Po, na província de Điện Biên! Exatamente na mesma província!

Confira o vídeo abaixo:

Em entrevista ao jornal vietnamita “Tuoi Tre”, a professora Tong Thi Minh, com 23 anos naquela época, disse que o vilarejo não tinha sinal de celular e nem eletricidade. Portanto, ela não fazia ideia da repercussão do seu vídeo, até vê-lo no computador de outro professor durante um evento na região central do distrito. Ela havia sido transferida para o vilarejo em setembro de 2013, e atravessava regularmente o rio dentro de um saco plástico.

Ela contou que, na primeira vez que foi até o rio, alguns homens perguntaram se ela havia levado algum saco plástico. Ela não entendeu nada. Então, um homem cedeu um saco plástico para ela e a instruiu para entrar dentro do saco. Ela hesitou no começo, mas outros colegas que já estavam lá antes dela disseram que não havia outra forma.

Eles disseram que não podíamos esperar o nível das águas baixar“, disse Minh.

A professora Tong Thi Minh.

Minh disse que a primeira travessia foi instável, visto que balançava muito, e assustadora. Ela disse que não conseguiu abrir os olhos, algo que fez apenas quando chegou do outro lado. Somente quando o responsável por atravessá-la disse que tinha terminado, é que ela acreditou que ainda estava viva.

Rotina Normal

Ela também disse que muitos colegas tinham hesitado fazer a travessia pela primeira vez, mas conseguiram através do incentivo dos demais. De qualquer forma, aquilo havia se tornado parte da rotina normal de trabalho.

A população local nos disse que é a única maneira de atravessar o rio, porque nenhuma ponte conseguiria resistir às enchentes das áreas montanhosas“, completou.

Segundo a professora, a travessia em sacos plásticos havia se tornado parte da rotina normal de trabalho.

Na verdade, havia uma ponte improvisada no rio, mas os moradores locais a retiravam a cada monção para evitar que ela fosse arrastada pelas águas.

A Promessa do Ministro dos Transportes do Vietnã

Uma vez que o governo do Vietnã estava sendo cobrado ao redor do mundo, eles resolveram tomar uma atitude. Dinh La Thang, então ministro dos Transportes, disse que o ministério iria providenciar a construção de uma ponte no local. Nguyen Hong Truong, então vice-ministro dos Transportes, disse que a ponta ficaria pronta em quatro ou cinco meses. Também disse que havia um grande plano para a construção de 186 pontes suspensas, em localidades remotas de áreas montanhosas, de 23 províncias. Se tudo desse certo, as pontes seriam construídas até o fim de 2015.

Ao Menos a Ponte do Vilarejo de Sam Lang Ficou Pronta

Em maio de 2014, cerca de dois meses depois do vídeo viralizar na internet, a ponte do vilarejo de Sam Lang foi inaugurada.

Cerca de dois meses depois do vídeo viralizar na internet, a ponte do vilarejo de Sam Lang foi inaugurada.

Foi construída uma ponte de aço com 1,5m de largura e 100 metros de comprimento sobre o rio Nam Po. Tudo em tempo recorde para evitar que cenas como aquelas se repetissem. A promessa era que a ponte durasse pelo menos 25 anos.

Quando uma Ponte se Torna uma Ameaça ao Invés de Solução

Em fevereiro de 2014, um mês antes do vídeo da professora viralizar na internet, uma ponte sobre o rio Nam Po havia desabado. Nove pessoas morreram e 41 ficaram feridas. O desabamento aconteceu quando um grupo de moradores locais estavam carregando um caixão em direção a um cemitério no vilarejo de Chu Va, comuna de Son Binh, província de Bà Rịa–Vũng Tàu.

Confira o vídeo:

A Necessidade Não Somente de Pontes, Mas de Manutenção Constante

De acordo com a imprensa local, mais de 50 rios precisavam de uma ponte na província de Điện Biên. Na província costeira de Quang Ngai, no sul do país, cerca de metade das 24 pontes suspensas estavam tão degradadas, que as pessoas acreditavam que poderiam entrar em colapso a qualquer momento. E. na província de Binh Dinh, uma frágil ponte de madeira que atravessava o rio Con ainda servia milhares de habitantes locais, embora várias pessoas já tivessem caído e morrido em anos anteriores. Em janeiro de 2014, o Ministério dos Transportes do Vietnã disse que 40% de todas as pontes suspensas no país precisavam de reparos urgentes.

Segundo um estudo do Banco Mundial e do Ministério da Economia do Vietnã, o país tinha a classe média que mais crescia na região. Contudo, a infraestrutura ineficiente continuava sendo um dos maiores obstáculos para o desenvolvimento do país. O problema é que as províncias locais, que precisavam competir entre si por verbas, tinham uma maior tendência a favorecer grandes projetos geradores de receita, tais como aeroportos e portos de águas profundas, em detrimento de coisas simples, como pontes.

Naquela época, o então primeiro ministro Nguyen Tan Dung, aprovou um programa para construir 450 pontes até o final da década nas áreas rurais, onde as comunidades acabam ficando isoladas durante a estação chuvosa. Enfim, diante da situação registrada no ano passando, podemos notar que ainda há muito o que ser feito no Vietnã. Principalmente para garantir os direitos básicos de todo e qualquer cidadão.

Conclusão

As fotos são verdadeiras! Porém, elas refletem uma situação que viralizou nas redes sociais em setembro de 2018, no Vietnã! Além disso, não eram apenas crianças que atravessavam o rio dessa forma, mas adultos também. A periodicidade da travessia era praticamente semanal, em vez de diária, e “apenas” quando as águas do rio estavam turbulentas, durante a estação chuvosa, no extremo noroeste do país. Fora isso a travessia era feita através de balsas ou de uma ponte temporária.

Em relação ao tempo de oxigênio disponível, não encontramos maiores informações. Evidentemente, esse tempo pode variar dependendo do espaço no interior do saco plástico e nervosismo do indivíduo. Porém, sem dúvida alguma, esse tempo é muito curto. Isso sem contar, é claro, com a sensação inerente de sufocamento.

De qualquer forma, ao pesquisarmos sobre esse caso, nos deparamos com uma situação idêntica ocorrida em 2014, ou seja, aparentemente esse tipo de travessia era recorrente, ao menos nessa região do Vietnã. Após a viralização das imagens, em setembro de 2018, as autoridades da província de Điện Biên prometeram construir uma ponte suspensa no local. Não foi dado nenhum prazo, mas esperamos que essa situação se resolva o mais brevemente possível. Por outro lado, é difícil imaginar que isso não irá acontecer em algum outro vilarejo nos próximos meses.

Continue lendo
2 Comentários

2 Comments

  1. Maria

    4 de julho de 2019 em 1:06

    Tudo bem, eu entendi que é uma comunidade isolada, carente, e abandonada pelo Estado. Entretanto, esse vídeo da ponte caindo com um monte de gente em fila me impressionou. Será que essas pessoas não tem NENHUM BOM SENSO e/ou NOÇÃO DO PERIGO? Só olhando, a ponte parece ser frágil e esses ignorantes andam todos juntos, em fila e ainda carregando um caixão? Mas tudo bem, pois aqui no mundo ocidental há coisas parecidas como não respeitar a lotação de um elevador e depois reclamarem porque caiu…

  2. adriana

    5 de julho de 2019 em 11:16

    nossa como alguns povos sofrem, meu pai….não é só no brasil não…

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo