Deputado riu de projeto do Dia do Coach e descobre que ele é o autor?

Share Button

É verdade que o deputado mineiro Felipe Attiê ironizou um Projeto de Lei que institui o Dia Estadual do Coach, mas depois descobriu que ele mesmo era o autor?

O vídeo de apenas 20 segundos de duração apareceu nas redes sociais no dia 14 de novembro de 2017 e ganhou repercussão pelo fato inusitado que teria ocorrido durante uma reunião na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

No vídeo podemos ver o deputado estadual Felipe Attiê rindo do Projeto de Lei 3.697, de 2016, que cria o Dia do Coach. No entanto, após soltar a frase: “Coach?? Esses deputados, é brincadeira, viu…”, o nobre deputado descobre que ele é o próprio autor do projeto!

Será que esse vídeo é verdadeiro ou falso?

 

Verdade ou farsa?

Procurado pelo jornal O Tempo, o deputado Felipe Attiê se defendeu, afirmando que o vídeo é uma montagem:

“Falava do projeto anterior. O meu [projeto] do Coach vinha depois e era uma homenagem que estava sumida há dois anos. Não estava falando com o presidente da comissão e sim com o deputado no plenário. O som saiu e, em seguida, era meu projeto. Aí fizeram a montagem como se fosse contra”

Sobre qual projeto ele estaria se referindo antes, o político disse:

Envie suas dúvidas e sugestões de pauta através do nosso WhatsApp pelo número (11) 96075-5663!

“Nem lembro, tinha metido o pau nos sem terra”.

No entanto, numa analisada no vídeo na íntegra da reunião ocorrida no dia 08 de novembro de 2017, diretamente no canal oficial da Assembleia de Minas Gerais no YouTube (sem cortes), podemos ver que aos 4 minutos de vídeo o deputado ri e ironiza o projeto que ele mesmo propôs:

 

O vídeo completo acima foi gravado durante reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) no dia 8 de novembro de 2017.

Logo após a sua gafe, Attiê se levanta assustado e caminha em direção ao presidente da mesa, o deputado Leonídio Bouças, que pede 3 minutos de intervalo.

O deputado parece ter faltado com a verdade quanto ao fato do projeto anterior se tratar dos sem terra, visto que o projeto anterior era sobre a instituição do Dia do Evangélico, como podemos ver diretamente no site da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Não houve nenhum assunto relacionado com os sem terra na ordem do dia na Assembleia. Portanto, se o nobre deputado está falando a verdade (e “metendo o pau nos sem terra”), ele estava tratando de um assunto alheio à pauta do dia, coisa que ele não deveria estar fazendo em seu horário de trabalho.

Conclusão

O vídeo mostrando um deputado zombando de um Projeto de Lei que ele mesmo propôs é verdadeiro!

Share Button
Política, Verdadeiro
, , , , , , , , , ,