Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

O filho do vice-presidente Mourão substituiu assessor do PT que ganhava 100 mil?

Dinheiro

O filho do vice-presidente Mourão substituiu assessor do PT que ganhava 100 mil?

O filho do vice-presidente Mourão substituiu assessor do PT que ganhava 100 mil?

É verdade que Antônio Hamilton Rossel Mourão, filho do vice-presidente Hamilton Mourão, substituiu o assessor petista do Banco do Brasil que ganhava R$ 100 mil por mês?

A informação surgiu no Facebook e, depois, nas outras redes sociais, na segunda semana de janeiro de 2019. De acordo com o texto, a indicação do filho do vice-presidente para a assessoria especial da presidência do Banco do Brasil não deveria ser vista como algo ruim, pois – segundo o que se espalhou – o salário de R$ 35 mil é bem inferior ao salário do assessor anterior que é um “petista” e recebia R$ 100 mil mensais para ocupar o mesmo cargo!

Será que essa notícia é verdadeira ou falsa?

Filho de Mourão vai ocupar o cargo que pagava R$ 100 mil ao funcionário petista anterior! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

No dia 07 de janeiro de 2019, o filho do vice-presidente Hamilton Morão, Antônio Hamilton Rossel Mourão, foi nomeado assessor especial da Presidência do Banco do Brasil. Com a promoção, o funcionário que já tinha 19 anos de carreira no BB e 11 anos na Diretoria de Agronegócios, foi promovido e seu salário (que era algo em torno de R$ 12 mil) passou a ser de R$ 36 mil.

Vídeos sobre o assunto “pipocaram” no YouTube

No Twitter, várias pessoas espalharam a informação “que a mídia estaria escondendo”

Entramos em contato com o Banco do Brasil, que – por telefone – nos informou que há ao menos 3 “enganos” nas informações espalhadas pela web:

  1. Antônio Mourão não está ocupando um cargo que “era de outra pessoa”, uma vez que há 3 vagas para assessores especiais;
  2. Não há nenhuma prova de que o assessor anterior era um “petista”;
  3. Nenhum funcionário do Banco do Brasil ganha (ou já ganhou) um salário de R$ 100 mil;

No final de maio de 2016, o então presidente em exercício Michel Temer nomeou Paulo Rogério Caffarelli, que nomeou seus assessores e esses foram mantidos após a posse de Jair Bolsonaro pelo presidente substituto, Marcelo Labuto.

Entre em contato com o E-farsas via WhatsApp: (11) 96075-5663

E as provas?

Tem gente que prefere acreditar em informações sem provas no Twitter, no YouTube ou no WhatsApp, mas para quem prefere conferir as provas em documentos oficiais, segue um recorte da análise de desempenho do 3º trimestre de 2018 do Banco do Brasil, onde podemos conferir que maior salário pago a um funcionário na instituição (tirando o de presidente, que foi de R$ 68 mil) é de R$ 47 mil:

Reprodução/Banco do Brasil

O filho do Mourão foi perseguido pelo PT?

Diversas publicações afirmavam que Antônio Mourão teria sido perseguido durante a gestão do PT e que o funcionário não teria conseguido nenhuma promoção durante os anos em que o Partido dos Trabalhadores estava no poder.

No entanto, uma apuração publicada no jornal Gazeta do Povo provou que o filho do vice-presidente teve oito promoções entre 2003 e 2013:

  1. 21 de janeiro de 2003: de Gerente de Expediente em Campo Novo, RS, para Gerente de Contas II na Asa Sul, DF;
  2. 5 de março de 2003: Operador Financeiro Jr., já fora de agência e na estrutura do banco;
  3. 9 de agosto de 2004: Analista Pleno na Diretoria de Agronegócio;
  4. 14 de maio de 2007: Gerente Negocial na Superintendência de Varejo do BB em MS;
  5. 18 de junho de 2007: Analista na mesma Superintendência no MS;
  6. 21 de julho de 2008: Analista Sênior, de volta ao DF;
  7. 10 de dezembro de 2012: Analista Sênior na Gerência de Negócios;
  8. 28 de maio de 2013: Analista Empresarial na Gerência de Negócios;

Abaixo, um print com as informações apuradas pelo jornal:

Quadro de promoções de Hamilton Rossel Mourão no Banco do Brasil (Reprodução Madeleine Lacsko/Gazeta do Povo)

Conclusão

O assessor especial da Presidência do Banco Brasil não recebia um salário de R$ 100 mil por mês! Essa história é falsa!  

Continue lendo
13 Comentários

13 Comments

  1. Flávio

    10 de janeiro de 2019 em 10:22

    Poucos vezes o PT esteve no poder no BB. Prova disso é que o último presidente do BB no governo Dilma era o Aldemir Bendine. Quando ocorreu o impeachment ele passou para ser Presidente da Petrobrás. Quantos petistas foram valorizados no governo Temer?

  2. Encantado pelo Encantador de Burros

    10 de janeiro de 2019 em 11:07

    “É verdade que Antônio Hamilton Rossel Mourão, filho do vice-presidente Hamilton Mourão, substituiu o assessor petista do Banco do Brasil que ganhava R$ 100 mil por mês?”
    Sim, é verdade. E ele usava esse salário para comprar o kit gay e as mamadeiras de piroca para distribuir nas escolas. É verdade, eu vi no Whatsapp.

  3. Daniel

    10 de janeiro de 2019 em 14:55

    Excelente ferramenta de consulta.

  4. magno Stoco

    10 de janeiro de 2019 em 20:02

    Muito bom,mas essa matéria nao diz quanto o acessor anterior ganhava,nao diz o nome dele.Não diz porcaria nenhuma.

    • Xeroque Rolmes

      11 de janeiro de 2019 em 19:50

      Se vira pra procurar, você não é quadrado.

  5. RABUGENTO

    11 de janeiro de 2019 em 7:08

    Ah!
    Como aguentar bozomínios e suas mensagens de “whatsapp”?

  6. Carlos

    11 de janeiro de 2019 em 10:19

    Engraçado é que o PT saiu do governo em 2016 com o impeachment de Dilma e o suporto assessor petista continuava até agora recebendo um salário maior até que o do presidente do banco. Tem muita gente compartilhando isso sem nem pensar um pouco.

  7. Ozymandias Lengruber

    12 de janeiro de 2019 em 12:30

    Eu sou Prático e recebo muito mais do que isso. E daí?! O filho do General é Funcionário (não Servidor) Federal. O filho do ladrão, larápio, conversa fiada, 171, bandido, cadeieiro, a viva alma mais honesta… como queiram, o lulinha, nunca fez nada na vida a não ser ficar rico com nosso dinheiro. E ele está sendo, muitíssimo bem, obrigado, investigado por isso. e Paunabunda de quem tem fé em qualquer que seja o político. Seja ele de esquerda, direita, do centro do olho do ciclope, etc e talz.

    • Explicadinho

      14 de janeiro de 2019 em 7:11

      Deixa eu explicar porque claramente você é um analfabeto funcional e não entendeu: O problema não é o salário, o problema é TRIPLICAR o salário do dia pra noite, só porque é filho do vice presidente, poucos dias após a posse. Agora, deixa eu te contar uma coisa, o PT não está mais na presidência há mais de 2 anos… e usar um erro para justificar outro é falácia. Precisa atualizar seus argumentos com urgência, esse aí já está desgastado!

  8. Natalia

    12 de janeiro de 2019 em 13:33

    A parte MAIS IMPORTANTE É:

    No dia 07 de janeiro de 2019, o filho do vice-presidente foi nomeado assessor especial e seu salário (que era algo em torno de R$ 12 mil) passou a ser de R$ 36 mil.

    E pelo que entendi isso é VERDADE

  9. Marcos Chamis

    13 de janeiro de 2019 em 16:19

    Só pelo texto vago da pra ver que é fake “substitui um petista”!!! Quem? Qual o nome de quem ganhava 100mil?

  10. Rodrigo

    16 de janeiro de 2019 em 5:36

    Engraçado. A pergunta inicial é se o filho do general ganhava um salario de cem mil, mas a respostas finais é se o assessor ganhava um salario absurdo. Uai
    Deveria ser assim: essa notícia é falsa, o filho do general não gamhacemmil

    • Xeroque Rolmes

      16 de janeiro de 2019 em 7:44

      Errou. O boato é que o filho do general ENTROU NO LUGAR de um PETISTA que ganhava 100 mil antes dele. Não que o filho do general ganhava 100 mil.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo