Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Objetos atribuídos ao “serial killer” Ed Gein são realmente feitos de pele humana?

Crimes

Objetos atribuídos ao “serial killer” Ed Gein são realmente feitos de pele humana?

Objetos atribuídos ao “serial killer” Ed Gein são realmente feitos de pele humana?

Recentemente, em nosso grupo no Facebook, fomos questionados a respeito de uma publicação sobre determinados objetos feitos de “pele humana”. Isso porque uma página chamada “Olhar Desconhecido”, também no Facebook, publicou uma série de fotos de objetos alegando serem reais e pertencentes ao “serial killer do massacre do Texas”. A publicação foi feita no dia 2 de julho de 2019 (arquivo).

A referência seria a Edward Theodore Gein, mais conhecido como Ed Gein ou “Açougueiro de Plainfield”. Sua história e seus crimes inspiraram diversos filmes, entre eles o “O Massacre da Serra Elétrica”, de 1974, cuja história se passa no Texas (houve uma refilmagem de mesmo nome, lançada em 2003). Esse é um ponto interessante, porque Ed Gein nasceu e cometeu seus crimes no estado norte-americano de Wisconsin. Além disso, ele nunca usou uma serra elétrica para matar suas vítimas. Se vocês leram isso em algum lugar, bem, mentiram para vocês.

Publicação da página “Olhar Desconhecido”, no Facebook.

Enfim! A usuária que nos questionou sobre a veracidade dos objetos acreditava que eles fossem falsos. Talvez criados por algum artista com o intuito de protestar contra o uso de pele de animais, ou seja, os objetos seriam feitos de algum outro material. Entretanto, será que eles são realmente falsos? Os objetos realmente pertenceram a Ed Gein? Será que são realmente feitos de pele humana? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Quem Foi Ed Gein? Uma Rápida Apresentação para Contextualizar o Artigo

Apesar de ser amplamente citado como um serial killer, a realidade sobre Ed Gein é um pouco diferente disso. Edward Theodore Gein foi um assassino norte-americano e um ladrão de corpos. Seus crimes, cometidos nos arredores de sua cidade natal, Plainfield, Wisconsin, ganharam notoriedade depois que as autoridades descobriram que Gein havia exumado cadáveres de cemitérios locais e fabricado “troféus” com seus ossos e peles.

Gein confessou ter matado apenas duas mulheres; Mary Hogan, proprietária de uma taverna, em 1954, e Bernice Worden, dona de uma loja de ferragens em Plainfield, em 1957. Inicialmente, Gein foi considerado inapto para ser julgado e confinado em uma instalação de saúde mental. Em 1968, Gein foi considerado culpado, mas legalmente insano do assassinato de Worden, e foi enviado para uma instituição psiquiátrica. Ele morreu no Instituto de Saúde Mental Mendota, de câncer no fígado e insuficiência respiratória, em 26 de julho de 1984, aos 77 anos. Ele está enterrado ao lado de sua família no cemitério de Plainfield, em uma sepultura atualmente sem identificação.

Apesar de ser amplamente citado como um serial killer, a realidade sobre Ed Gein é um pouco diferente.

O Roubo de Cadáveres

Ed Gein admitiu ter roubado corpos de nove sepulturas em cemitérios locais. Ele levava os corpos para a casa e curtia as peles para utilizá-las na fabricação dos mais diversos objetos. Ele escolhia sempre corpos de mulheres de meia idade que se assemelhavam a sua mãe. Em sua casa os policiais encontraram calças, máscaras, uma lixeira e um abajur feitos de peles humanas. O assento de algumas cadeiras também era forrado com pele humana. Além disso, Gein havia separado narizes, vulvas, lábios e unhas dos dedos dos corpos em caixas. Havia até mesmo um cinto feito com mamilos femininos. Crânios também foram encontrados em sua mesa de cabeceira.

Não entraremos em maiores detalhes sobre Ed Gein neste artigo. Caso queiram conhecer sua história há inúmeros sites que contam como foi sua infância, os assassinatos e, inclusive, o período em que ficou preso. O que é necessário saber neste momento é que Ed Gein não era bem um serial killer (ele era suspeito de outros desaparecimentos, mas nunca provaram absolutamente nada) e os artefatos que ele criava eram compostos basicamente por pele de cadáveres, não necessariamente de suas duas vítimas.

Verdadeiro ou Falso?

Todos os objetos divulgados pela página “Olhar Desconhecido” são falsos! Todos os objetos macabros criados por Ed Gein, em que foram utilizadas peles humanas e tomados como evidências, teriam sido destruídos pela polícia assim que foram fotografados e examinados em laboratório. Portanto, atualmente, não há nenhuma máscara, abajur, poltrona, cinto ou jaqueta que seja considerada autêntica. Todos esses objetos que circulam na internet são basicamente criações artísticas inspiradas na lista de objetos encontrados na casa do assassino.

De acordo com Charlie Hintz, fundador do site “Cult of Weird”, os artefatos de Ed Gein são considerados o Santo Graal para aqueles que colecionam objetos pessoais de assassinos. O próprio Charlie morou a vida inteira em Wisconsin e nunca conseguiu encontrar um objeto que fosse verdadeiramente atribuído ao Ed. Um desses raros momentos aconteceu em fevereiro de 2015, quando um caldeirão metálico pertencente ao Ed foi à leilão. O atual proprietário é o Zak Bagans, autointitulado “investigador paranormal”, que o arrematou por US$ 2.800 (uma pá também foi arrematada por ele)! No entanto, ainda assim, sempre houve certas dúvidas sobre a autenticidade do caldeirão.

Um outro raro momento aconteceu quando um crucifixo, que pertencia a mãe de Ed, foi exibido num documentário chamado “Serial Killer Culture“.

Um caldeirão metálico pertencente ao Ed Gein foi a leilão em fevereiro de 2015.

Evidências Destruídas

Embora seja comum se deparar com fotos ou encontrar pessoas, que afirmam possuir uma das criações macabras de Ed Gein, o juiz Robert H. Gollmar, que condenou Gein por assassinato em primeiro grau, em 1968*, afirmou em seu livro “Edward Gein: America’s Most Bizarre Murderer“, que artigos pessoais, tomados como evidências, foram destruídos após a investigação.

*É interessante destacar que, em 1968, Ed Gein teve um segundo julgamento. Nesse outro julgamento ele foi considerado “não culpado por motivo de insanidade”, porém passou o resto da vida num hospital psiquiátrico.

E os Demais Objetos Pessoais que Estavam na Casa de Ed Gein?

A casa de Ed Gein foi destruída por um incêndio em 20 de março de 1958! Muitos de seus objetos pessoais, que não tinham sido destruídos após a investigação, iriam a leilão no dia 30 daquele mês, mas o fogo consumiu tudo! O leilão chegou a acontecer, mas a única coisa leiloada foi o terreno. Havia rumores que a casa e o terreno onde se encontrava pudesse virar uma espécie de atração turística. E, evidentemente, muita gente não estava gostando dessa ideia. Houve a suspeita de incêndio criminoso, mas a causa do incêndio nunca foi determinada. Restou apenas um carro, que acabou sendo vendido num leilão naquele mesmo ano, mas atualmente ninguém sabe do seu paradeiro.

Resumindo? Se alguém realmente tivesse um artefato pertencente a Ed Gein já teria feito muito dinheiro com ele. Não iria simplesmente tirar uma foto e compartilhar no Instagram ou no Facebook para conseguir alguns meros “joinhas”.

Identificando os Objetos

Agora que vocês já sabem um pouco da história de Ed Gein, chegou a hora de mostrar a realidade sobre alguns objetos falsamente atribuídos a ele. Nosso foco será em relação aos objetos divulgados como verdadeiros pela página “Olhar Desconhecido”, combinado?

1) O Par de Sapatos de Salto Alto

Foto divulgada pela página “Olhar Desconhecido”. Entretanto, os sapatos não são feitos de pele humana.

O par de sapatos femininos é uma criação artística! O produto era comercializado, anos atrás, por um site australiano chamado “Slaughter FX”.

O material? Látex. Nada de pele humana por aqui.

Tais sapatos eram vendidos por AU$ 200, mas o site deixava claro que o material utilizado era apenas látex.

Outros modelos de sapatos femininos com essa temática macabra, associada ao Ed Gein, também eram vendidos por esse site.

2) A Poltrona

Foto divulgada pela página “Olhar Desconhecido”. Entretanto, a poltrona não era feita de pele humana.

A poltrona também era uma criação artística comercializada pelo site “Slaughter FX”.

Novamente, o material utilizado era o látex.

A poltrona era vendida por AU$ 2.500, mas o site deixava claro que o material utilizado era o látex.

Na versão arquivada pelo site “Archive.org”, no entanto, as imagens estão corrompidas. Portanto, acessem um site chamado “World of Arts” para conferirem diversas de fotos provando, em definitivo, que a poltrona não é feita de pele humana.

Página do site “World of Arts” mostrando que os retalhos eram feitos de látex.

3) A Bolsa

Foto divulgada pela página “Olhar Desconhecido”. Entretanto, a bolsa transversal não era feita de pele humana.

Sem nenhum surpresa, a bolsa também era uma criação artística comercializada pelo site australiano “Slaughter FX”.

Adivinhem o material? Látex!

A bolsa era vendida por AU$ 250, mas o site deixava claro que o material utilizado era o látex.

4) A Cadeira

Foto divulgada pela página “Olhar Desconhecido”. Entretanto, a poltrona não era feita de pele humana.

Mais uma vez, a cadeira mostrada na foto era comercializada pelo site australiano “Slaughter FX”.

Provavelmente vocês já sabem qual é material! Caso ainda tenham dúvidas: tão somente látex!

A cadeira era vendida por AU$ 350, mas o site deixava claro que o material utilizado era o látex.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

5) O Abajur

Foto divulgada pela página “Olhar Desconhecido”. Entretanto, nenhuma parte do objeto era feita de pele ou ossos humanos.

Para variar, o abajur mostrado na imagem era comercializado pelo site “Slaughter FX”. O material da cúpula era tão somente látex! Nada de pele humana!

Já a coluna vertebral e a pélvis eram tão somente modelos anatômicos.

O abajur era vendido por AU$ 350, mas o site deixava claro que o material utilizado na cúpula era o látex.

6) Objeto Semelhante a uma Carteira

Foto divulgada pela página “Olhar Desconhecido”. Entretanto, o objeto se tratava de uma capinha para iPhone 6!

Na verdade, não se tratava de uma carteira, mas de uma capinha para Iphone 6! Ela foi criada por uma artista plástica chamada “Kayla Arena”.

A capinha era confeccionada em látex e silicone, ou seja, nada de pele humana por aqui!

A capinha era confeccionada em látex e silicone, ou seja, nada de pele humana por aqui!

7) Jaqueta

Foto divulgada pela página “Olhar Desconhecido”. Entretanto, a jaqueta não era feita de pele humana.

Assim como a capinha de celular, a jaqueta também é uma criação artística de Kayla Arena! O material? Látex!

8) O “Cinto de Mamilos”

Foto divulgada pela página “Olhar Desconhecido”, mas o cinto não é feito de pele humana.

Existem inúmeras imagens na internet atribuídas ao “cinto de mamilos” que foi encontrado na casa de Ed Gein. Contudo, conforme já dissemos anteriormente, tais artefatos foram destruídos pela polícia! Logo, não há nenhum cinto autêntico! Os “mamilos”, a exemplo da foto acima e abaixo, são feitos de látex!

Outra foto encontrada na internet desse mesmo cinto.

Há cerca de três anos, um usuário chamado “BackOfTheHearse”, no Reddit, afirmou ter encontrado o responsável pela criação do cinto. O comentário original do autor, no entanto, já não se encontra mais disponível no site “Funny Junk”. De qualquer forma, o cinto seria parte de um projeto de artes e os mamilos eram, de fato, de borracha. Infelizmente, não encontramos maiores referências sobre o artista plástico responsável pela criação desse cinto, em específico.

Durante nossas buscas nos deparamos com um outro cinto, mas dessa vez encontramos a autora: uma maquiadora chamada Nikki Barnes.

9) Artigos Supostamente Pertencentes a Ed Gein

Foto que circula na internet, mas a máscara, por exemplo, não é feita de pele humana.

Muitos usuários rapidamente taxaram os artefatos contidos nessa imagem como se realmente pertencessem a Ed Gein. Contudo, tudo indica que não pertencem. Além disso, tudo indica também, que a “máscara” não é feita de pele humana. Seguramente os itens fazem parte de um kit artesanal, criado por alguém, com o intuito de vendê-lo como se fosse verdadeiro ou não em algum site de leilões, a exemplo do eBay.

Infelizmente, no entanto, não encontramos o criador dos artefatos e nem o atual proprietário do kit. De qualquer forma, sabemos que os objetos criados por Ed Gein foram destruídos pela polícia. Logo, aquela máscara não é autêntica (os dentes sequer são reais). Durante nossa pesquisa encontramos uma foto com melhor qualidade dessa máscara. Ela soa ser feita de gesso ou papel machê. Além disso, toda sua estrutura, incluindo o “papiro genérico”, demonstram ser algo bem amador. Isso é típico de falsos kits vendidos como se fossem relíquias colecionáveis.

Durante nossa pesquisa encontramos uma foto com melhor qualidade dessa máscara. Ela soa ser feita de gesso ou papel machê.

Talheres com cabos de ossos não estavam entre os objetos coletados pela polícia. Eles são mencionados apenas em sites de curiosidades e, além disso, os ossos parecem ser de galinha. Portanto, nada indica que os objetos sejam verdadeiros. Existe a possibilidade de frascos conterem material do terreno onde Ed Gein morava, assim como algumas lascas de madeira, terra e pregos, porém tais materiais seriam exceções e, mesmo assim, nada garante que tenham sido extraídos de sua antiga propriedade.

Outros Exemplo de Kits

Confira alguns outros exemplos de kits de supostos artefatos de Ed Gein, que circulam na internet (a realidade por trás de cada um está na legenda):

Projeto do maquiador Hiromi Igari chamado “Ed Gein -Police Evidence-“, que foi publicado em sua conta no Tumblr, em maio de 2013. Na época, Hiromi era aluno da Faculdade de Moda de Londres. Clique aqui e confira outras fotos.

Criação artística elaborada pela equipe do site “Slice of Icons”. A foto foi originalmente publicada em outubro de 2012. Clique aqui e aqui para maiores informações.

Kit antigamente colocado à venda no eBay. O vendedor deixava claro que não se tratava de pele humana e os objetos eram apenas réplicas, nada originalmente do Ed Gein. Clique aqui para maiores detalhes.

10) As Luvas Supostamente Feitas de Pele Humana de Ed Gein

Esse objeto é muito famoso e circula desde sites renomados, assim como o “O Aprendiz Verde” (site dedicado a informações sobre serial killers, psicopatas, criminologia, e a psicologia forense) até blogs de terror, como o “Medo B“. A alegação é que as luvas foram confeccionadas por Ed Gein, e que elas seriam de pele humana.

A alegação é que as luvas foram confeccionadas por Ed Gein e que elas seriam de pele humana, mas isso é mentira!

Entretanto, isso é mentira! As luvas são feitas de látex!

Segundo Janne Ahlberg, responsável pelo site HoaxEye, as luvas são uma criação do artista belga “Danny Devos”, que utilizou suas próprias mãos como molde!

As luvas são uma criação do artista belga “Danny Devos”, que utilizou suas próprias mãos como molde!

Diga-se de passagem, essas luvas já foram expostas em diversos museus e galerias da Europa.

Atualização 28/07/2019

Fizemos um vídeo com um resumão do assunto. Para assistir, clique no player abaixo:

Conclusão

Todos os objetos divulgados pela página “Olhar Desconhecido” são falsos! Todos os objetos macabros criados por Ed Gein, que foram utilizadas peles humanas e tomados como evidências, teriam sido destruídos pela polícia assim que foram fotografados e examinados em laboratório. Portanto, atualmente, não há nenhuma máscara, abajur, poltrona, cinto ou jaqueta que seja considerada autêntica. Todos esses objetos que circulam na internet são basicamente criações artísticas inspiradas na lista de objetos encontrados na casa do assassino.

É possível que alguém tenha conseguido subtrair algum objeto importante da propriedade de Ed Gein, e que o tal objeto esteja jogado num sótão qualquer? Sim, é possível, mas até o momento nenhum objeto impactante, feito de pele humana, que possa ser realmente considerado autêntico, apareceu. Por enquanto, todos são falsos.

Continue lendo
6 Comentários

6 Comments

  1. Claudio Tavares

    5 de julho de 2019 em 9:45

    Marco Faustino, você é fera! Seus artigos transformaram o E-farsas numa ótima página de pesquisa. Mesmo que os textos sejam longos, para o padrão do internauta médio, que só quer saber se é fato ou fake na conclusão, eles são inestimáveis como fonte de pesquisa, para quem precisa ou tem curiosidade de se aprofundar no assunto, porque você faz todo o trabalho de pesquisar e reunir tudo num só lugar de maneira irretocável. Não me canso de repetir, parabéns! E parabéns ao Gilmar, pela aquisição.

    • Marco Faustino

      5 de julho de 2019 em 12:41

      Olá Cláudio! Agradeço pelas palavras! Sempre tento equilibrar os textos, mas nem sempre consigo e acabo “passando um pouco” do necessário. De qualquer forma, fico feliz que tenha gostado e também do seu reconhecimento do meu trabalho aqui no E-Farsas! 😀

  2. adriana

    5 de julho de 2019 em 10:47

    são objetos feitos com latex e diga-se de passagem, de péssimo gosto!

    • Paulo Eduardo Gonçalves

      5 de julho de 2019 em 13:11

      A relação de Ed Gein com “O Massacre da Serra Elétrica” – q na verdade era uma motosserra – não se encontra no instrumento das mortes, e sim na confecção de peças de roupa e utensílios a partir de cadáveres. Esse mesmo elemento é explorado em outros clássicos do cinema de terror/suspense, tais como “Psicose” e “O silêncio dos inocentes”. Há uma matéria interessante traduzida pelo site Aprendiz Verde sobre a influência da figura de Ed Gein nos referidos filmes.

      • Marco Faustino

        5 de julho de 2019 em 14:12

        Olá Paulo! O objetivo do nosso artigo não era explicar o filme. Apenas destacar, muito rapidamente, que os pontos mais claramente chamativos (massacre, Texas e instrumento utilizado) não refletem o caso de Ed Gein. Tanto é que nem entramos em maiores detalhes sobre a história. Importante destacar também que, apesar do excelente trabalho do site “O Aprendiz Verde”, foram adicionadas imagens de bowls e luvas que teriam sido confeccionadas por Ed Gein. No caso das luvas, objeto de nossa pesquisa, são apenas uma criação artística de látex. Quanto aos bowls não pesquisamos, mas é bem que possível que não sejam autênticos, a exemplo deste: https://www.facebook.com/lifemakerFX/photos/a.698979060296521/888154794712279/?type=1&theater

  3. NORMANDO JOSE VASCONCELOS MENDONCA

    9 de julho de 2019 em 16:55

    De qualquer forma, seja de látex ou não, as obras são de um extremo mau-gosto.
    Quem as decidir usar, ou gostar delas, pode procurar um psiquiatra para avaliar suas tendências psicopatas se, é claro, ficar preocupado.

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo