Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Grupo Anonymous destruiu a estrela da fama de Donald Trump durante protestos de 2020?

Crimes

Grupo Anonymous destruiu a estrela da fama de Donald Trump durante protestos de 2020?

Grupo Anonymous destruiu a estrela da fama de Donald Trump durante protestos de 2020?

É verdade que um grupo de manifestantes destruiu a estrela do presidente Donald Trump na Calçada da Fama nos protestos pela morte de George Floyd, em junho de 2020? 

A imagem se espalhou através de grupos de WhatsApp e também nas redes sociais na primeira semana de junho de 2020 e mostra uma das estrelas da Calçada da Fama, em Hollywood, totalmente destruída!

De acordo com texto que acompanha essa foto, a estrela seria do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e grupos de manifestantes a teriam vandalizado durante onda de protestos contra a morte de George Floyd no final de maio de 2020.

Em algumas versões, o texto afirma que o movimento Antifas estaria por trás desse ataque à imagem do presidente dos EUA. Já em outras, os autores seriam membros do movimento Anonymous, mas será que isso é verdade ou mentira?

Será que a estrela da fama de Donald Trump foi destruída por membros do Anonymous, em junho de 2020? (Foto: Reprodução/Twitter)

Verdade ou mentira?

A foto é real e a estrela destruída é mesmo a do Donald Trump, mas a imagem em questão é de 2018!

Em janeiro de 2007, Donald Trump ainda era “apenas” um empresário milionário do ramo imobiliário quando ganhou sua estrela na Calçada da Fama de Hollywood. A homenagem foi conquistada por ele graças à fama conseguida pelas suas participações no programa O Aprendiz e no concurso de Miss Universo.

Uma busca pela imagem que se espalhou na web em junho de 2020 e chegamos a uma publicação feita no site Repretel em julho de 2018, sobre um ataque feito com uma picareta por um costa-riquenho à estrela que continha o nome do agora presidente dos Estados Unidos.

Segundo o jornal El País, o vândalo identificado como Austin Clay se apresentou à delegacia de Beverly Hills uma hora depois, confessando o que havia feito e foi preso. Após o pagamento de uma fiança de US $ 20mil, ele foi solto.

O site de fofocas TMZ publicou em seu canal no YouTube o momento da destruição da estrela:

Esse não foi o primeiro ato contra a estrela de Trump

Essa não foi a primeira vez que a estrela da fama de Donald Trump havia sido danificada. Em outubro de 2016, o nome do então candidato à Presidência dos EUA foi arrancado na base da marreta por um homem com uniforme de operário.

Em entrevista aos jornais, o autor do vandalismo disse na ocasião que a pedra [da calçada] era muito dura, mas que ele conseguiu destruir com muito esforço! Ele disse também que sua intenção era a de arrecadar dinheiro para defender as mulheres que acusam Trump de as ter molestado sexualmente.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Curiosamente ou não, segundo o site TMZ (que não é uma fonte muito confiável), esse sujeito que danificou a estrela em 2016 foi quem pagou a fiança do vândalo de 2018. 

No mesmo ano de 2016, meses antes – em julho – um artista chamado Plastic Jesus fez um mini-muro em volta da estrela de Trump como uma alusão ao muro que o candidato prometeu fazer na fronteira com o México, caso fosse eleito:

Nesse caso, a obra do artista plástico era removível e não danificou a estrela.

Pedido de remoção da estrela de Trump da Calçada da Fama

Devido à enorme quantidade de atos de vandalismo contra a o ícone, em agosto de 2018, a Câmara Municipal de West Hollywood decidiu pela retirada da estrela de Trump da Calçada da Fama, mas a decisão foi apenas simbólica, pois a Calçada da Fama não pertence à cidade de West Hollywood. Além disso, um porta-voz da Câmara de Comércio de Hollywood disse que não há planos de retirar nenhuma das estrelas da Calçada da Fama, visto que o local é considerado histórico.

Outros protestos

No dia 21 de dezembro de 2018, a estrela amanheceu manchada com uma tinta vermelha de difícil remoção e, apesar de não haver provas, a autoria do ato foi creditada a um protesto organizado pelo grupo Pessoas para o Tratamento Ético dos Animais (PETA). A Câmara do Comércio de Hollywood conseguiu remover a tinta dias depois:

Tinta vermelha jogada sobre a estrela de Trump teve ato creditado ao PETA! (foto: Reprodução/Google Images)

Dias depois, em 26 de dezembro, um pichador foi preso (e liberado após pagamento de fiança de 20 mil dólares) após desenhar o símbolo nazista da suástica em cima do nome do presidente Donald Trump:

Suástica foi pichada sobre o nome de Donald Trump. O vândalo foi preso e solto logo após o pagamento de fiança! (foto: Reprodução/Google Images)

Nesse artigo do Catch News podemos ver “demonstrações de carinho” que alguns turistas demonstram pela estrela de Donald Trump na Calçada da Fama!

Conclusão

A foto mostrando a estrela de Donald Trump destruída na Calçada da Fama é real, mas foi tirada em 2018 depois que um vândalo a destruiu com o auxílio de uma picareta!

Continue lendo
2 Comentários

2 Comments

  1. Maria

    6 de junho de 2020 em 15:42

    Pronto. Aproveitando os eventos recentes, acusaram e/ou envolveram todos os personagens nessa Fake News: Anonymous, Antifas, Trump, George Floyd etc (só faltou os Simpsons) e com certeza foram os Bolsomínions que espalharam essas versões aqui no Brasil de acordo com o contexto atual. Bom, não conheço muito bem o movimento Anonymous, mas sei que são perigosos, não são de brincadeira, já fizeram grandes feitos (hacktivismo), aparentemente tem algum “senso de justiça” (embora ilegal – justiceiros digitais) e eles não tem vergonha, medo ou receio de declarem/assumirem que foram eles mesmos, se de fato foram. Além do mais, não faz muito sentido acusarem os Anonymous num evento físico ou presencial (destruição da estrela do Trump), quando sabemos que eles agem mais no mundo digital. 😐 KKKKKKKKKKKKKKKKK! 😀

    https://extra.globo.com/noticias/brasil/veja-como-atua-grupo-anonymous-responsavel-por-vazar-dados-de-bolsonaro-24459597.html

    https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2020/06/02/anonymous-volta-a-ativa-contra-bolsonaro-e-trump-conheca-o-grupo-hacker.htm

    https://www.uol.com.br/esporte/colunas/olhar-olimpico/2020/06/02/grupo-de-hackers-invade-site-da-secretaria-do-esporte-e-ataca-bolsonaro.htm

    https://olhardigital.com.br/fique_seguro/noticia/protestos-nos-eua-incentivam-retorno-do-anonymous-ao-ativismo/101604

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Anonymous

  2. Maria

    6 de junho de 2020 em 17:16

    Por falar em Anonymous, um outro movimento que tem características de anonimato, de justiceiro virtual e está dando uma grande POLÊMICA recentemente é o movimento SLEEPING GIANTS BRASIL. A ideia deles aparentemente parece ser boa: acabar com sites e blogs que disseminam Fake News, atingindo-os no aspecto FINANCEIRO, colocando seus ANUNCIANTES contra a parede. ENTRETANTO, como é recente, não conheço muito bem, não sei QUEM ou O QUÊ eles são de fato (nesse caso é RELEVANTE), quais são suas verdadeiras INTENÇÕES, se é CONFIÁVEL etc, além do mais, depois de ter lido e refletido sobre a matéria do Marco Faustino a respeito das “listas”, é possível que eles cometam INJUSTIÇAS, pois já foi declarado que “Não é possível classificar um site como de fake news com base apenas em artigos checados” (Edgard Matsuki – Boatos.org) ou um “publicador contumaz de desinformação” (Gilmar Lopes – e-Farsas). 😐

    https://pt.wikipedia.org/wiki/Sleeping_Giants

    https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2020/05/23/cansado-de-ver-noticias-falsas-ganharem-diz-criador-sleeping-giants-brasil.htm

    https://epoca.globo.com/guilherme-amado/sites-de-esquerda-que-espalhem-fake-news-tambem-sao-alvo-diz-sleeping-giants-24444929

    https://www.meioemensagem.com.br/home/marketing/2020/05/21/perfil-expoe-marcas-com-anuncios-em-sites-de-noticias-falsas.html

    https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2020/06/05/sleeping-giants-brasil-obtem-vitoria-parcial-e-muda-foco-de-denuncias.htm

    https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2020/06/05/cpi-admite-erro-e-tira-jornal-de-lista-de-fake-news.htm

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo