20.9 C
São Paulo
sábado, novembro 27, 2021

Suspeito de assaltar um policial foi tratado como um mero estudante pela mídia?

- Publicidade -

No dia 18 de junho de 2020, um determinado usuário no Facebook compartilhou uma espécie de captura de tela que gerou muita polêmica (arquivo). Nela, é possível ver o título de uma notícia supostamente publicada pelo “Portal R7” que dizia:

Estudante morre baleado depois de tentar assaltar um PM em São Paulo

Logo abaixo é possível ler que o tal estudante e um outro suspeito estavam numa moto e que caso teria ocorrido na Zona Leste de São Paulo. Também é possível ler que o PM teria reagido e jovem acabou sendo morto. Enfim, desde então a publicação já obteve mais de 1,3 mil compartilhamentos!

Um determinado usuário no Facebook compartilhou uma espécie de captura de tela que gerou muita polêmica.

Entretanto, será que essa notícia é verdadeira? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Verdadeiro! Essa notícia foi realmente publicada no dia 14 de maio de 2018, no Portal R7, e permaneceu com esse título e o texto logo abaixo dele até a noite de 18 de junho daquele ano! Para provar isso há uma versão arquivada dessa notícia no arquivo digital “Wayback Machine”, datada de 15 de maio, e uma publicação numa página do Facebook chamada “Profissão:Militar”, do dia 18 de junho.

Resumindo? A notícia permaneceu dessa forma por mais de um mês!

Trecho da versão arquivada pelo “Wayback Machine”.

Publicação da página “Profissão: Militar”

No entanto, às 22h29 de 18 de junho, diversos elementos da notícia foram alterados! Entre eles o título…

Suspeito morre baleado depois de tentar assaltar um PM em São Paulo

…e o texto logo abaixo dele…

Vítima estava em uma moto quando tentaram assaltar um policial na zona norte. O PM acabou reagindo e um deles acabou morto

- Publicidade -

Assim sendo, confira abaixo como esse mesmo trecho ficou:

Trecho da notícia posteriormente editada pelo Portal R7.

Entramos em contato com a Ouvidoria do Portal R7 em busca de esclarecimentos, mas não tivemos quaisquer explicações até o fechamento deste artigo.

Conclusão

Verdadeiro! Essa notícia foi realmente publicada no dia 14 de maio de 2018, no Portal R7, e permaneceu com esse título até a noite de 18 de junho daquele ano! Contudo, ainda naquela noite, diversos elementos da notícia foram alterados, entre eles o título e o texto logo abaixo dele. Foi a partir daí que a palavra “estudante” foi trocada pela palavra “suspeito”.

- Publicidade -
Marco Faustinohttp://www.e-farsas.com/author/marco
Jornalista e colaborador do site de verificação de fatos E-farsas entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020. Entre junho de 2015 e abril de 2018, trabalhei como redator do blog AssombradO.com.br, além de roteirista do canal AssombradO, no YouTube, onde desmistificava todos os tipos de engodos pseudocientíficos e casos supostamente sobrenaturais.

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

20 COMENTÁRIOS

  1. Estudante fica melhor do que suspeito. Se ele estudava era estudante, o próprio título diz em letras grandes que ele tentou assaltar, não passa pano pra ninguém. Mas se é certo que ele tentou assaltar, logo não é “apenas suspeito”.

    • Sendo assim, poderíam dar as manchetes da seguinte maneira:
      (No caso Queiroź e Flavio Bolsonaro)
      Ex policial é suspeito de rachadinha em gabinete de deputado

      (No caso Lula e Petrobrás)
      Político desvia dinheiro de estatal

      Acredito que é melhor dar a notícia dando nome aos bois e dizendo não a prifissão mas o crime

  2. Estudante fica melhor do que suspeito. Se ele estudava era estudante, o próprio título diz em letras grandes que ele tentou assaltar, não passa pano pra ninguém. Mas se é certo que ele tentou assaltar, logo não é “apenas suspeito”.

    • Sendo assim, poderíam dar as manchetes da seguinte maneira:
      (No caso Queiroź e Flavio Bolsonaro)
      Ex policial é suspeito de rachadinha em gabinete de deputado

      (No caso Lula e Petrobrás)
      Político desvia dinheiro de estatal

      Acredito que é melhor dar a notícia dando nome aos bois e dizendo não a prifissão mas o crime

  3. Foi mais uma daquelas notícias boas na época. E que venham mais desses ditos “suspeitos, estudantes, ajudantes de pedreiro, trabalhadores de carteira assinada, moto boys e o escambau a 4” que tiveram seus CPF’s cancelados.

  4. Foi mais uma daquelas notícias boas na época. E que venham mais desses ditos “suspeitos, estudantes, ajudantes de pedreiro, trabalhadores de carteira assinada, moto boys e o escambau a 4” que tiveram seus CPF’s cancelados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui