Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Índios prenderam membros de ONGs acusados de provocar queimadas na Amazônia?

Crimes

Índios prenderam membros de ONGs acusados de provocar queimadas na Amazônia?

Índios prenderam membros de ONGs acusados de provocar queimadas na Amazônia?

Na última semana de agosto de 2019, mais uma publicação sobre as queimadas na Amazônia viralizou nas rede sociais. Dessa vez, uma determinada usuária publicou que índios teriam prendido incendiários em flagrante. Ela também sugeriu que tais incendiários pertencessem a ONGs (arquivo)!

Para isso ela relembrou as declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre a suspeita de que ONGs estivessem envolvidas no recente cenário de queimadas no Brasil. No entanto, ela não disse exatamente quando e onde a foto foi tirada. Até existe a menção a uma cidade chamada Iranduba, que fica localizada na Região Metropolitana de Manaus, mas a menção parece se referir a algum outro caso.

Confira a publicação, que já obteve mais de 90 mil compartilhamentos, abaixo:

Publicação da usuária F.V. no Facebook.

Houve quem compartilhasse essa mesma foto, e ido bem mais além ao dizer disse que “petralhas vagabundos teriam ateado fogo na Amazônia juntamente com ONGs“.

Entretanto, será que as pessoas que aparecem deitadas e amarradas no solo são incendiários? Pertencem realmente a alguma organização não governamental? Quando e onde as fotos foram tiradas? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

Fora de Contexto! Embora a foto seja autêntica, não estamos diante de incendiários, tampouco membros de ONGs! Os homens que aparecem imobilizados na foto são alegadamente madeireiros, no interior de um território indígena no Estado do Maranhão! Além disso a foto é antiga, visto que foi tirada no início de agosto de 2014!

Vamos explicar direitinho essa história para vocês!

Uma Rápida Busca Reversa por Imagens Evitaria a Descontextualização da Foto

É realmente assustadora a quantidade de pessoas que compartilham, seja por desconhecimento ou má-fé, um conteúdo falso ou tirado de seu contexto original nas redes sociais. Ainda mais em casos onde uma rápida busca reversa por imagens seria mais do que suficiente para esclarecê-los.

Ao copiarmos o endereço virtual da imagem e procurarmos no “Google Imagens”, por exemplo, rapidamente nos deparamos com uma matéria fotojornalística publicada no site britânico “The Guardian”, em setembro de 2014. Nela havia diversas fotos do fotógrafo Luané Parracho, da Agência Reuters, que por sua vez havia acompanhado guerreiros da tribo Ka’apor durante uma expedição na selva para procurar e expulsar madeireiros ilegais da Terra Indígena (TI) Alto Turiaçu, no Estado do Maranhão.

Especificamente ao lado foto, que viralizou recentemente, havia a seguinte descrição:

Índios guerreiros Ka’apor amarram madeireiros durante uma expedição na selva para procurá-los e expulsá-los da Terra Indígena Alto Turiaçu

Captura de tela mostrando índios Ka’apor ao redor de madeireiros imobilizados. Contudo, a foto que aparece na captura de tela não é recente.

Vale destacar nesse ponto, que a TI Alto Turiaçu possui uma área de 5.305 km² e compreende cerca de seis cidades do Maranhão! O território também pertence a chamada “Amazônia Legal”!

Confira abaixo algumas outras fotos tirada nessa ocasião:

Foto mostrando índios Ka’apor despindo madeireiros. Contudo a foto, assim como a anterior, não é recente.

Madeireiros deitados no solo após serem detidos por índios Ka’apor. Alguns foram despidos.

Curiosamente, após deter os homens e desmontar o acampamento deles, os índios acabaram soltando-os no meio da mata. No entanto, caminhões, armas de fogo, motosserras, troncos de árvores e até mesmo calças dos madeireiros foram apreendidas pelo índios. Ao final, os caminhões e a madeira extraída ilegalmente foram inutilizados ou queimados por eles.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Os madeireiros acabaram sendo libertados pelos índios Ka’apor.

De Onde Partiu Originalmente a Foto?

Originalmente, quem divulgou as tais fotos, alguns dias antes, foi a agência de notícias “Reuters”. Contudo, as fotos foram tiradas no mês anterior, mais precisamente no dia 7 de agosto.

Segundo o texto que acompanhava as fotos, os madeireiros ilegais tinham invadido há muito tempo áreas da floresta amazônica. Cansados daquilo que chamaram de ausência de assistência governamental, os índios Ka’apor sentiram que era hora de resolver o assunto por conta própria. Naquela época, a tribo enviou seus melhores guerreiros para “caçar madeireiros” e expulsá-los de suas terras. 

Captura de tela mostrando a imagem de capa da matéria fotojornalística publicada pela agência Reuters em setembro de 2014.

Em nenhum momento foi citado que tais indivíduos pertenciam a partidos políticos ou a organizações não governamentais (ONGs).

A Divulgação do Caso por Parte do Portal G1

O portal de notícias G1 também divulgou esse caso naquela época. Na matéria havia uma nota da Fundação Nacional do Índio (Funai) dizendo que os indígenas, chamados de “guardiões da floresta”, vinham realizando ações de apreensão de madeireiros ilegais na região.

Ainda segundo a nota, a Funai disse que tinha conhecimento dessas ações e já havia solicitado apoio policial para evitar que excessos ou conflitos ocorressem.

A Verificação por Parte da “AFP Checamos”

Uma equipe da “AFP Checamos” entrou em contato com Luané Parracho para confirmar a identidade dos homens. O fotógrafo reiterou que eles eram madeireiros e afirmou ter presenciado a atividade de extração da madeira. Para corroborar a afirmação, Parracho enviou um vídeo com uma sequência,  que disse ter sido gravada pelos próprios índios Ka’apor, no mesmo dia em que as fotos foram tiradas. Analisando o material, percebemos que o trecho de vídeo mostra elementos totalmente compatíveis com as fotos.

Nas imagens, um homem diz que ele e os demais integrantes do grupo trabalhavam para um madeireiro chamado Cosme, da cidade de Centro do Guilherme, no Maranhão. Vale ressaltar nesse ponto, que tanto o negociante (empresário) quanto os operários (trabalhadores braçais) são denominados de madeireiros.

Confira o vídeo, abaixo:

O fotógrafo também expressou preocupação com a recente viralização da foto. Eis o que ele disse:

Esta legenda que você compartilhou comigo é flagrantemente mentirosa. É preciso estar atento às manipulações de informação que estão ocorrendo em nosso país, bem como à divulgação de mentiras através de redes sociais

O artigo da “AFP Checamos” ainda citou, que ações semelhantes promovidas por índios Ka’apor, continuaram ocorrendo nos anos seguintes.

Conclusão

Embora a foto seja autêntica, não estamos diante de incendiários, tampouco membros de ONGs! Os homens que aparecem imobilizados na foto são alegadamente madeireiros! Além disso a foto é antiga, visto que foi tirada em agosto de 2014. Na época houve uma ação de guerreiros da tribo Ka’apor, que foram enviados para caçar madeireiros e expulsá-los de suas terras, no Estado do Maranhão.

Portanto, classificamos esse caso como “Fora de Contexto”.

Continue lendo
7 Comentários

7 Comments

  1. Maria

    31 de agosto de 2019 em 20:09

    Que coisa, heim!? 😐 Tenho observado em vários lugares que esse pessoal ligado ao Bolsonaro está fazendo uma “CAÇA ÀS BRUXAS” querendo culpar a todo custo essas ONGs. Essa senhora que compartilhou isso não aparenta ter vergonha nenhuma, mesmo depois de reclamações de seus inscritos alertando que é Fake News (dei um olhadinha no Facebook dela). São pessoas como essa senhora que tem potencial para chegar ao extremo de provocar a morte de uma inocente como o caso da Fabiane Maria de Jesus, linchada e morta por causa de boatos das redes sociais. 😐

  2. Maria

    31 de agosto de 2019 em 23:18

    Vixi! Cadê o Marco Faustino? Colocaram um BARBUDO no lugar! 😮 KKKKKKKKKKKKK! 😀

    • Marco Faustino

      31 de agosto de 2019 em 23:46

      Olá Maria! Aquela foto já tinha um bom tempo. Troquei por uma mais recente 😀

      • Maria

        1 de setembro de 2019 em 17:26

        @Marco Faustino , você está lindo (carece de fontes 😉 )! Agora temos um trio de barbudos: Pirulla, Gilmar e VOCÊ! 😉 KKKKKKKKKKKKKKK! 😀

    • Daniel

      2 de setembro de 2019 em 20:38

      Hmmmm….

      • Maria

        3 de setembro de 2019 em 20:21

        @Daniel , ??? 😐 KKKKKKKKKKKKK! 😀

  3. MARCOS ELENILDO FERREIRA

    31 de agosto de 2019 em 23:25

    Conclusão : Esse país precisa urgente de justiça e amor ao próximo e a natureza !!! Chega de governos que só representam os interesses das 13 famílias !!!👺👺👺

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo