Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Um juiz foi assaltado pelo ladrão que ele acabou de soltar?

Crimes

Um juiz foi assaltado pelo ladrão que ele acabou de soltar?

Notícia afirma que um juiz teria sido assaltado na saída do Fórum pelo mesmo ladrão que ele havia acado de soltar da prisão! Será verdade?

Essa interessante história apareceu na web na segunda semana de junho de 2015 e conta o drama sofrido por um juiz em uma cidade do interior do Rio Grande do Sul. Segundo a reportagem, o magistrado teria soltado um assaltante que estava com várias passagens pela policia por diversos crimes e, como – segundo o juiz – o “cidadão” não apresentava risco à sociedade, a justiça não deveria mantê-lo preso.

Apenas 10 minutos após a soltura do meliante, o rapaz – portando um fuzil de uso exclusivo do Exército – teria assaltado o próprio juiz que o havia liberado.

Será que essa notícia é real?

Bandido assalta o juiz que o havia tirado da prisão, momentos após a soltura! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Bandido assalta o juiz que o havia liberado da prisão, momentos após a soltura! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdadeiro ou falso?

Um detalhe que devemos nos ater nessa notícia é que não é revelado no texto, em momento algum, o nome do juiz e/ou o do bandido. Alguns podem sugerir que isso foi proposital, para proteger os envolvidos. No entanto, o mesmo texto que estaria protegendo a vítima e o ladrão não tem nenhum problema em revelar o nome de uma das testemunhas (uma tal de Cleydiane).

Todas as buscas por esse caso no Google só nos retorna esse mesmo texto, com pouquíssimas variações e todas carecendo de fontes!

Qual o nome da cidade do interior do Rio Grande do Sul que isso teria ocorrido? Não se sabe…

Sem o nome do juiz, do bandido e/ou da cidade fica bem difícil de se validar essa história, né?

As fotos da reportagem

A foto do sujeito usada para ilustrar a matéria é, na verdade, de 2014 e mostra o traficante carioca conhecido como Lacosta segurando um fuzil. Nada a ver com um caso que teria ocorrido “na tarde de ontem” em “uma cidadezinha do interior do Rio Grande do Sul”.

Outra fotografia usada por alguns sites para ilustrar a reportagem falsa mostra uma BMW branca com 4 furos de tiros no capô.

Esse automóvel também não pertence ao suposto caso ocorrido no Sul do Brasil, pois trata-se de um veículo que havia sido roubado em 2013, em São Paulo.

 

BMW é, na verdade, fruto de um roubo ocorrido em 2013, em São Paulo!

Essa BMW virou notícia quando foi roubada em 2013, em São Paulo! (foto: Reprodução)

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

 

E a imagem que mostra as pernas de um guarda entre dois veículos policiais foi “surrupiada” do site da FAMURS (Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul) e, é claro, não tem nenhuma relação com o boato espalhado pela web.

Reprodução/FAM

Reprodução/FAMURS

 

Origens

Uma característica presente em quase todos os boatos eletrônicos é a falta de alguns dados importantes para a comprovação da veracidade dos fatos apresentados. No caso dessa “notícia”, podemos perceber que ela não é datada. Simplesmente, os autores afirmam que o caso inusitado ocorreu “na tarde de ontem”, mas não especifica de qual mês ou em qual ano.

Essa é uma técnica muito utilizada pelos boateiros eletrônicos, visto que quem ler o texto daqui há uns meses poderá achar que se trata de uma notícia fresca e as chances disso ser repassado adiante são grandes.

Encontramos publicações com esse mesmo conteúdo em postagens do dia 12 de junho de 2015 (no blog chamado Infonauta, por exemplo), mas tudo indica que quem inventou esse boato foi o blog humorístico Jornal Sensacional, em uma postagem do dia 22 de maio de 2015.

A partir do texto “divertido” do Jornal Sensacional, muitos sites e blogs passaram a copiar aquele conteúdo, até que em determinado momento alguém achou que aquilo era sério e a brincadeira passou a ser um “caso de polícia”!

Atualização 16/06/2015

Conforme muito bem observado pelos nossos atentos leitores, houve um caso real, em dezembro de 2014, bem parecido com esse boato.
De acordo com o jornal Correio 24 Horas, um advogado teve o carro assaltado pelo próprio cliente na cidade de Piatã (BA).

José Matos, o advogado, prestava um serviço para o cliente quando foi rendido na Ba-148, nas proximidades de Piatã.

O acusado foi preso dois dias depois e estava o veículo do advogado foi devolvido ao dono.

Conclusão

A notícia que afirma que um juiz havia sido assaltado pelo próprio ladrão que havia solto poucos minutos antes é falsa! Ela surgiu em um blog humorístico, mas acabou sendo espalhada como se fosse real.

Continue lendo
10 Comentários

10 Comments

  1. Marcos

    15 de junho de 2015 em 22:37

    Esperando pelo primeiro comentário no estilo “A notícia é falsa mas as coisas no brasil são assim mesmo”.

  2. Hugo

    16 de junho de 2015 em 8:18

    É, mas teve o caso do advogado que foi roubado pelo próprio preso que ele soltou e deu uma carona pra casa

    http://g1.globo.com/bahia/noticia/2014/12/advogado-e-roubado-por-cliente-apos-tira-lo-de-prisao-na-bahia-psicopata.html

    • Mr Anderson

      16 de junho de 2015 em 15:10

      Boa, essa fica difícil para os defensores dos direitos humanos defenderem essas porcarias.

      • Roy Ferrati

        17 de junho de 2015 em 16:23

        Meu amigo vc leu a matéria? qual parte de “A notícia que afirma que um juiz havia sido assaltado pelo próprio ladrão que havia solto poucos minutos antes é falsa!” vc não entendeu?

  3. Alexandre K

    16 de junho de 2015 em 18:37

    Pra lembrar como funciona uma soltura: ao determinar uma soltura, o juiz expede um alvará de soltura para o processo em análise, isso não quer dizer que numa audiência, ao ser determinada a soltura do réu pelo juiz, ele sairá da sala de audiência já em liberdade. em todos os sistemas penitenciários estaduais brasileiro, o réu retornará ainda preso e escoltado até a casa prisional de origem, no presídio será recebido o alvará de soltura e este será avaliado e consultado para verificar se não consta outro processo judicial com mandado de prisão ainda válido para o mesmo sujeito (réu), e somente em caso negativo desta consulta o réu será solto. portanto, já longe do fórum e algumas horas posteriores a tal determinação judicial. espero ter colaborado.

  4. Dlv

    16 de junho de 2015 em 19:53

    Ivens Góes, se você, assim como qualquer outro site/blog sério dá credibilidade à uma notícia de um site HUMORÍSTICO (acredito que você saiba o que significa a palavra humorístico), quem precisa ser penalizado é você, por falta de discernimento. Dar credibilidade à uma notícia que não apresenta o mínimo de fontes e ainda oriunda de fonte humorística é o cúmulo da lerdeza.

  5. dudu

    18 de junho de 2015 em 9:38

    Que pena que não é verdade. Só posso lamentar.

  6. Neimar

    18 de junho de 2015 em 22:37

    Teve um burro de um professor que acreditou que a notícia era verdadeira, postou um comentário idiota e se deu mal por isso. http://www.alterosa.com.br/app/belo-horizonte/noticia/jornalismo/ja—2ed/2015/06/18/noticia-ja-2edicao,136558/professor-da-ufv-cria-polemica-ao-dar-opiniao-em-publicacao-no-faceboo.shtml

  7. Thay

    21 de junho de 2015 em 5:14

    Caso semelhante mais verdadeiro. Os detentos estavam em audiência para progressão de regime e roubaram dois celulares da assessora do juiz dentro do gabinete. Foram pegos depois pq estavam usando a tornozeleira com localizador.

    http://www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=25&cid=234914

  8. JACO MONTADOR

    27 de março de 2016 em 10:55

    SE FOSSE VERDADE SERIA .. BEM FEITO PARA O JUIZ

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo