Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Uma jovem de 17 anos morreu por causa da vacina da febre amarela?

Falso

Uma jovem de 17 anos morreu por causa da vacina da febre amarela?

É verdade que a adolescente Vitória Mariana Souza Gomes, de 17 anos, morreu no Rio de Janeiro após ter reação alérgica à vacina contra a febre amarela?

No dia 25 de janeiro de 2018, várias páginas no Facebook começaram a espalhar a notícia de uma jovem que teria morrido após tomar a vacina contra a febre amarela. A adolescente Vitória Mariana Souza Gomes, de 17 anos, morreu no dia 25 de janeiro de 2018, no Hospital Geral de Nova Iguaçu e, segundo informações de parentes, Vitória teria tomado a vacina contra febre amarela há poucos dias, passando a se sentir mal logo em seguida!

Levada ao hospital, Vitória teve que ser internada às pressas por conta de uma febre muito alta. A vítima ficou em coma respirando somente por aparelhos, vindo a falecer poucas horas depois!

Será que essa notícia é real? A moça morreu mesmo por causa da vacina da febre amarela?

Adolescente teria morrido por causa da vacina contra a febre amarela! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Será verdade?

No dia 25 de janeiro de 2018, Lorena Gomes, irmã de Vitória, comunicou em uma postagem no seu perfil do Facebook o falecimento da adolescente. Na ocasião, os exames que comprovariam (ou não) que a morte da moça teria alguma relação com a vacina contra a febre amarela ainda não estavam prontos.

Como podemos ver na postagem da irmã da adolescente, a menor tomou a vacina no dia 10 de janeiro de 2018 e, após sentir enjoos e dores de cabeça, foi levada a um pronto-socorro que apenas a medicou com um remédio para as dores, aconselhando a voltar para a casa – sem nenhum exame. Lorena afirma que acredita que a negligência médica pode ter sido o principal motivo da morte da Vitória.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

Acontece que, no dia 26 de janeiro, o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) divulgou uma nota explicando que o exame laboratorial feito na menor, de 17 anos, descartou a causa da morte por febre amarela. O resultado negativo foi divulgado pelo laboratório LACEN (Laboratório Central Noel Nutels), em Manguinhos (RJ).

De acordo com o hospital, a paciente deu entrada na unidade no dia 22, em estado gravíssimo com quadro clínico de insuficiência respiratória. Foi atendida na emergência e internada em estado na Unidade de Tratamento Semi-Intensiva (USI) e o quadro clínico se agravou para uma pneumonia bacteriana grave, evoluindo para óbito no dia 25 de janeiro de 2018.

Morte por reação à vacina

Apesar da morte da adolescente não estar ligada à vacina contra a febre amarela, São Paulo já registrou 3 mortes relacionadas à reações da vacina, em 2018. A secretaria municipal de Saúde de SP divulgou que duas pessoas morreram na capital por reação à vacina e um dos casos em investigação seria de uma idosa de 76 anos.

A vacina contra a febre amarela é produzida com o vírus vivo atenuado, que estimula a produção de anticorpos contra a doença é considerada segura. No entanto, pessoas recém-vacinadas podem apresentar reações adversas como dores no corpo, de cabeça e febre (cerca de 2% a 5% dos vacinados). Casos onde reações adversas que poderiam levar a mortes são raras (cerca de um caso a cada 400 mil doses aplicadas).

Veja aqui quem pode e quem não pode tomar a vacina da febre amarela!

Conclusão

Uma adolescente morreu no Rio de Janeiro 15 dias após tomar a vacina contra a febre amarela, mas exames constataram que a morte da menor não tem relação com a vacina. De acordo com a Fundação Fiocruz, a vacina é segura.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Apoio técnico!

Topo