16.7 C
São Paulo
domingo, outubro 2, 2022

Bebê internado na Unimed pede sua ajuda por e-mail

- Publicidade -

Corrente pede para ser repassada para ajudar em R$ 0,10 no tratamento de um bebê na Unimed. Será verdade?

Circulando pela web desde o finalzinho de 2010, o texto avisa que para cada e-mail repassado, a criança receberia R$ 0,10 para ajudar em seu tratamento.

Será que o simples ato de repassar a mensagem ajudará mesmo o tratamento do bebê?

Será que a mensagem é verdadeira ou farsa?

Bebezinha internada na Unimed pede sua ajuda para seu o tratamento! Verdadeiro ou falso?
Bebê internado na Unimed pede sua ajuda para seu o tratamento! Verdadeiro ou falso?

A história é falsa!

Ao ler a mensagem, algumas perguntas devem ser feitas:

Desde quando essa criança está internada? Pelo que já apuramos, essa história circula desde o final de 2010. Ou seja, já faz quase 1 ano que o bebê estaria internado.

A criança está internada mesmo na Unimed? Não! Não está! Pelo que podemos notar, o logotipo do hospital que está estampado no cobertor na foto não é o mesmo da Unimed.

Em outras versões, o bebê estaria internado no Hospital Pouso Alegre – MG, ou no Hospital São Lucas de Pato Branco – PR.

- Publicidade -

Em uma reportagem publicada no jornal P.A. Notícias, Léo Nunes afirma que o e-mail é mesmo falso.

O mesmo acontece com a direção do Hospital São Lucas. Em entrevista ao A Pauta – Notícias do Paraná em 2010, o então diretor do hospital, Sergio Wolker, explica que a criança nunca esteve internada lá e que a entidade não apóia esse tipo de iniciativa.

Quem está bancando a campanha? Mesmo que fosse verdade (que a criança estivesse mesmo internada em algum desses hospitais), o fato de repassar esse tipo de e-mail não contribui em nada para seu tratamento. Não há como saber para quantas pessoas a corrente foi repassada.

E ainda, como seria feito o pagamento? Quem está bancando a campanha? Não se sabe…

Perceba que você nunca recebeu ou receberá algum e-mail lhe parabenizando por ter participado de alguma “campanha” como essa! Você nunca receberá um e-mail avisando que a tal “campanha” foi encerrada.

O mais provável que aconteça é no ano que vem você receber essa mesma corrente, com a mesma história!

Conclusão:

História falsa! Quando receber um e-mail desse tipo, não repasse. Pode deletar em dó.

Sites Citados:

Colaborou com o E-farsas o Analista em TI e professor Edvandro Sipolatti Esguersoni

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

14 COMENTÁRIOS

  1. Excelente trabalho investigativo do E-farsas. O que começou com uma curiosidade, quase um hobby, ganhou uma seriedade e importância que eleva o site a um prestador de serviços de alta categoria. Parabéns pelo empenho e muito sucesso no futuro.

  2. Muito bom o post. Sempre me perguntei quem leva vantagem nessas correntes absurdas. Qual o intuito de criar esses emails que usam de engenharia social pra induzir as pessoas a repassarem o e-mail.. qual a finalidade disso?

  3. Deprimente esse tipo de atitude de pessoas sem a menor sensibilida às dores dos outros, que ficam criando falsas esperanças e até pondo vidas em riscos com informações falsas.
    Obrigada a vocês pelo trabalho, esse sim, de muito valor para todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui