19.7 C
São Paulo
quarta-feira, outubro 27, 2021

A deputada Maria do Rosário criticou o PM que matou 3 bandidos?

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -

É verdade que a deputada Maria do Rosário criticou a ação do policial militar que atirou e matou 3 bandidos que tentaram assalta-lo?

A notícia apareceu nas redes sociais no dia 09 de novembro de 2016 e mostra algumas declarações que teriam sido feitas pela deputada Maria do Rosário em relação à ação de um policial militar, que estava à paisana quando foi abordado por 3 assaltantes.

No texto atribuído à deputada, Maria do Rosário teria afirmado que as famílias dos assaltantes estavam chorando por causa da ação desse “PM opressor” e que, caso ele não tivesse reagido ao assalto, apenas ele teria morrido e somente uma família estaria chorando.

Será que essa notícia é real? A deputada fez mesmo essas afirmações?

Deputada teria criticado a ação do PM que matou 3 assaltantes! Será verdade? (foto: Reprodução/WhatsApp)
Deputada teria criticado a ação do PM que matou 3 assaltantes! Será verdade? (foto: Reprodução/WhatsApp)

Verdadeiro ou falso?

No dia 05 de novembro de 2016, um policial militar (que não teve o nome revelado) estava trabalhando como motorista do Uber quando foi abordado por 3 homens armados, na Zona Leste de São Paulo. O que os bandidos (dois homens e um menor de idade) não sabiam era que o PM também estava armado e o resultado é que eles foram mortos!

O caso da morte dos 3 assaltantes está sendo investigado pelo Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa, que não informou se será aberto ou não algum procedimento interno para apurar a conduta do policial.

Aqui podemos ver um vídeo do assalto, que terminou em morte.

Acontece que, em meio a essa notícia, boatos começaram a se espalhar através do Facebook e do WhatsApp a respeito de declarações em defesa dos assaltantes atribuídas à deputada Maria do Rosário.

Logo de cara, podemos perceber que essa história envolvendo a parlamentar é falsa, visto que ela teria publicado sua nota de repúdio ao PM no dia 4 e as mortes ocorreram no dia 5. Um dia depois.

Além disso, a própria deputada desmentiu essa e-farsa em sua página no Facebook, como podemos ler abaixo:

“MAIS UMA MENTIRA
A dignidade e a justiça de nosso trabalho seguidamente são atacadas por notícias falsas que rolam pela internet.
Falsificar tweets e postagens se tornou fácil com programas de computador. Tentam atacar nosso mandato com cards falsos, como este, que caluniosamente afirmam que a deputada Maria do Rosário declarou posicionamentos aos quais ela nunca proferiu. Aliás, é tão grosseira a montagem que imputa a declaração dois dias antes do fato acontecer. O caso ocorreu em 6 de novembro e o pronunciamento teria ocorrido no dia 4.
Ao contrário do que as calúnias falam, defendemos uma segurança pública com cidadania e defendemos os policiais das mais diferentes áreas. Entre os projetos de lei apresentados pela deputada na Câmara, está o projeto 7478 de 2014, que aumenta a pena nos crimes de homicídio e lesão corporal quando praticados contra agentes públicos, em especial, policiais civis e militares. Este projeto já se tornou a Lei de número 13.142, de 6 de julho de 2015.
Não compartilhe calúnias na rede! Isso é crime!”

No vídeo abaixo, Maria do Rosário desmente (mais uma vez) esse boato:

 

Atualização 12/11/2016

E para quem não acredita que alguém possa ter caído nessa e-farsa, veja abaixo um vídeo onde o deputado estadual Cabo Júlio chama Maria do Rosário de “vaca” por causa dessa declaração falsa (que ele acreditou ser verdadeira e ter sido dita pela deputada)! O dicurso do deputado aconteceu no dia 11 de novembro de 2016, durante a sessão plenária na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG):

 

Conclusão

As declarações de solidariedade aos assaltantes mortos atribuídas à Maria do Rosário são falsas!

*Com a colaboração de Riomar Bruno

- Advertisement -spot_imgspot_img
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!
Últimas Checagens
Related news
- Publicidade -

52 COMENTÁRIOS

  1. E se os bandidos que sequestraram o policial militar tivesse pego um da família dela hein, e se o mesmo o matasse ela iria está defendendo esses marginais.??? Bandido bom é e sempre foi bandido Morto.

      • “quem defende, ou é parente, ou tá pegando…”

        E quem fala bosta sem ter prova, é imbecil ou é retardado. E BURRO, já que prefere SER ENGANADO POR MENTIRAS do que saber da verdade.

        Resumindo, usuário do Faceburro.

        • Bolsonaro 2018
          e chupa você anonimo todo bravão defendendo esse lixo dos direitos humanos
          é tão Corajoso(a) que se esconde atrás de um perfil onde não tem identificação , defendendo esse tipo de pessoas
          ai chama-os de analfabeto kkkkkkkkkkk
          como assim ?
          Seu chicletinho de cadeia, apoiador de bandido!

  2. O FALSIFICADOR TAMBÉM É VIDENTE?
    SE PUBLICOU UMA MENTIRA EM 04NOV SOBRE UM FATO VERDADEIRO OCORRIDO EM 06NOV, ELE É UM VIDENTE.
    ESSA QUESTÃO DE DATA NÃO INOCENTA A DEPUTADA MARIA POIS NÃO PROVA NADA.
    E MENTIRAS AO SE DEFENDER SÃO MÉTODOS USUAIS E TIPICOS DE POLITICOS DO PT.

  3. A forma mais fácil de se criar o “mito do herói” em torno de uma pessoa pública é arrumar um algoz, um nêmesis monstruoso, aterrorizante e revoltante, que mobilize multidões contra sua postura, opinião ou ações. Daí, é só aparecer para combater e atacar o monstro, e pronto: se vira um herói aclamado pelas multidões e eleito pela massa!

  4. Tipo a postagem foi no dia 4 e as mortes no dia 5 …quem é o vidente ?? Uauu que incrivel …Usar este argumento pra defender ela é dar créditos a pessoa que publicou no dia anterior a morte …como ele ou ela sabia ?? Farsa é essa materia ai em defesa dela…

  5. Tô aqui meio que viajando… o cabo e deputado, Júlio, leu a mensagem em plenário, no facebook direto da página da defensora de bandidos, Satanás do Rosário, que teria, segundo esse site, publicado no dia 4, sendo que a ocorrência deu-se no dia 5. Hã???

  6. Imnpressionante, mas tudo que é noticiado sobre o bando de petistas de merda comunistas é sempre falso. Merda de site este, a puta deputada, escória da política, junto com a Gleisi, é uma merda que deve ter falado coisa pior.

  7. A propósito: deputado Cabo Júlio (MDB) foi condenado e preso por corrupção; posteriormente voltou a exercer o mandato usando tornozeleira eletrônica. Parece que há muitos bandidos nessa história, mas com certeza não é a deputada Maria do Rosário.

  8. Fake é esta análise. No mínimo mal conduzida. A matéria diz que a declaração foi feita dia 04 e que o roubo e as mortes fora um dia depois, dia 5. Na declaração da defesa, dizem que a declaração da deputada foi dis 4 e as mortes foram dia 06. Poderias se informar melhor das matérias antes de defender a defensora de vagabundos, a mesma que defendia o estuprados chambinho…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui