13.2 C
São Paulo
sexta-feira, setembro 24, 2021

É verdade que Deolane Bezerra, viúva do Mc Kevin, é advogada do PCC?

- Publicidade -

Publicações nas redes sociais afirmam que a viúva do funkeiro Mc Kevin é advogada do PCC e teve 2 filhos com líderes dessa facção criminosa! Será verdade?

As acusações surgiram no final de maio de 2021 e vieram acompanhadas de uma ficha atribuída à advogada Deolane Bezerra, viúva do cantor Mc Kevin, morto no dia 16 de maio. De acordo com o texto que foi bastante compartilhado nas redes sociais e em grupos do WhatsApp, Deolane seria advogada do Primeiro Comando da Capital (PCC), uma das maiores facções criminosas do Brasil.

A advogada também teve, segundo o texto, um filho com Abel Vida Loka e outro com Celebridade, dois integrantes da facção.

O assunto, que foi bastante comentado nas redes sociais, traz consigo uma ficha com dados supostamente da advogada e ainda critica a mídia por estar transformando a advogada em celebridade!

Será que isso é verdade ou mentira?

Texto de uma das versões que circularam juntamente com uma ficha da advogada: “Olha aí, pra quem defende a “POBRE VIÚVA”. A advogada DEOLANE BEZERRA (ficha de visita a preso abaixo) que se auto intitula “VIÚVA” do Mc Kevin, tem a função de advogada do PCC (Primeiro Comando da Capital). 
Ela tem dois filhos, cujos pais são líderes da facção (ABEL VIDA LOKA E CELEBRIDADE).
A mídia e o interesse popular estão transformando essa vigarista em celebridade.
VERGONHOSO.” (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

Como já mostramos diversas vezes aqui no E-farsas, uma das características de um boato digital é que seus criadores se aproveitam do assunto do momento para conseguir mais compartilhamentos e curtidas. A morte do funkeiro Mc Kevin, ocorrida no dia 16 de maio de 2021, gerou enorme comoção nas redes sociais e criou um terreno fértil para inúmeras teorias e acusações contra o cantor, sua família e amigos próximos.

Dois dias após a morte do cantor, desmentimos aqui um caso bastante disseminado que mostrava um vídeo que seria do exato momento da morte do músico. Na ocasião, mostramos que o vídeo não tinha nenhuma relação com a morte de Kevin, mas muitas outras inverdades continuaram sendo espalhadas.

Dessa vez, surgiu a afirmação de que a viúva de Mc Kevin seria advogada do PCC e que teria dois filhos com integrantes da facção, mas acontece que não há provas de que isso seja verdade.

A única “prova” é a ficha que acompanha o texto, mas ela não prova nada, visto que trata-se de um documento genérico e sem qualquer identificação de sua origem, tornando muito difícil a nossa tarefa de descobrir a sua procedência.

- Publicidade -

Por via das dúvidas em relação à veracidade dos dados pessoais da doutora, ocultamos detalhes do “documento”.

Em relação ao trabalho de Deolane Bezerra, ela é mesmo advogada criminalista. No entanto, mas não encontramos nenhum processo em que ela tenha trabalhado para algum integrante do PCC. Se você quiser também procurar dentre os 233 processos que citam o nome da advogada, o site Jusbrasil é um bom lugar.

Sobre esse boato, a doutora abriu um boletim de ocorrência no dia 24 de maio de 2021 contra “pessoal da internet” por espalharem acusações – que ela afirma serem infundadas – sobre ela e sua família. Deolane Bezerra afirmou em entrevistas que vai processar a todos que ela conseguir indentificar que espalharam essas difamações.

Advogado de criminoso é criminoso também?

Mesmo que fosse advogada de defesa de algum integrante do PCC, isso não pode ser considerado algo ruim para sua carreira e não é crime defender quem quer que seja, visto que o papel primordial da advocacia é o de defender e velar pelos interesses do cliente e evitar excessos por parte do Poder Público.

Conforme muito bem explicado pelo site Canal de Ciências Criminais, a Constituição Federal institui que:

“O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei” 

A doutora, que é criminalista, advogava em processo criminal para defender Mc Kevin. Em 2016, o cantor havia sido preso em flagrante sob a acusação de receptação de um iPhone que, segundo a Polícia, era objeto de um furto. Em 2020, Kevin assinou procuração para que Deolane o representasse no processo.

Conclusão

Não encontramos provas de que a advogada e noiva do falecido cantor Mc Kevin trabalhe para o PCC e que ela teve filhos com integrantes dessa facção.

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

27 COMENTÁRIOS

  1. Alguém sabe pra onde enviar currículo pra vaga de criador de boato? Essa profissão deve estar dando muito dinheiro. Só isso pra explicar a quantidade de boatos que circulam nessa rede. rs rs rs rs O único lado bom é que não falta material pro e-farsas.

    • Nada a ver isso que você disse! Conversei com vários advogados e todos me deram respostas parecidas: todo mundo tem direito à defesa.

          • Não, não anula. Assim como não anula o fato da tua família ser morta por alguém do PCC.

            O PCC hoje é completamente estruturado, com base em diversos setores e governo, oferecendo inclusive planos de saúde pros seus afiliados. É lamentável a gente ainda seguir a risca a lei pela defesa desses marginais.

          • Legal. Mas mesmo os bandidos organizados possuem direito à defesa.

            Do contrário viveremos em uma anarquia, onde qualquer um pode fazer qualquer coisa com qualquer um. Inclusive matar você e sua família só porque não foram com sua cara. Já pensou que desagradável?

          • Imagine sem essa lei, como seria? Ou pior, deixar na mão do cidadão comum julgar, condenar e executar? Quem definiria o que é um “marginal”? E se esse marginal fosse condenado por engano? Se nos dias de hoje com as leis isso acontece – e muito -, imagine como seria sem elas!

      • Ainda mais se pagar bem né. Não importa o crime. Não importa o tipo de defesa. Gracas a Deus passei em concurso e larguei essa profissão.

        • Ué! Acredito que seja mesmo princípio da Medicina: o médico de um pronto socorro, por exemplo, atende a todos os pacientes que chegam até ele independente da profissão, classe social ou status na justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui