23.5 C
São Paulo
sábado, julho 24, 2021

Enxergar cores diferentes na foto do tênis significa ter um lado predominante do cérebro?

- Publicidade -

É verdade que quem enxerga um tênis verde e cinza em uma foto famosa da web usa mais um lado do cérebro enquanto que quem vê de outras cores usa mais o outro lado?

A foto de um tênis com duas cores predominantes não é nova, surgindo em outubro de 2017 e voltando a fazer sucesso nas redes sociais em maio de 2019. Nela podemos ver uma imagem de um tênis que, para uns é cinza com cadarços verdes e, para outras, é rosa com cadarços brancos!

De acordo com o texto que acompanha a curiosa fotografia, quem enxerga de uma cor, tem o lado esquerdo do cérebro predominante e quem quem enxerga de outra cor possui o lado direito mais desenvolvido.

Será que isso é verdade? Quais as cores que você vê no tênis da foto abaixo:

Se você vê um tênis cinza com cadarços verdes você usa mais o lado direito do cérebro e se você enxerga ele rosa com cadarços brancos, usa mais o outro lado do cérebro! Será verdade? (foto: reprodução/Facebook)

Verdade ou mentira?

Como já falamos no começo desse artigo, essa não foi a primeira vez que essa imagem viralizou na internet. Em outubro de 2017, o “tênis multicor” ganhou notoriedade ao confundir muita gente. No entanto, na ocasião, não havia essa associação entre o modo como você enxerga as cores do calçado e o lado dominante do seu cérebro. Isso surgiu somente na versão de 2019.

O site de língua inglesa Metro conseguiu encontrar, em 2017 – na primeira vez que a foto se espalhou na web -, a moça que publicou a foto do tênis no Facebook (que ela tinha certeza de que era cinza e verde), após seus amigos levantarem dúvidas quanto às cores do calçado.

O sucesso da curiosidade em volta dessa foto pegou embalo em outra imagem igualmente enigmática que havia sido compartilhada tempos antes, o vestido que ninguém conseguia decidir se era azul ou branco:

Qual será a cor do vestido? Azul ou branco?

Qual a explicação para esse fenômeno?

A explicação do caso do tênis e a mesma que demos sobre o vestido:  Um ambiente mais iluminado, uma tela de celular com resolução e qualidade de imagem maiores (ou menores) e melhores (ou piores) e etc. Tudo isso influencia no modo como recebemos a imagem.

- Publicidade -

A verdade é que o cérebro se encarrega de ajustar as cores da maneira que lhe convém, mas isso não tem nada a ver com lado direito ser mais predominante do que o lado esquerdo ou vice-versa. A percepção das cores é algo muito pessoal!

Nesse artigo da Enciclopédia Britânica é explicado que essa ideia de que temos um lado do cérebro mais ativo que o outro e que temos um lado mais criativo e outro mais analítico é um mito! Pesquisas feitas com o auxílio de ressonância magnética não encontraram nenhuma evidência de dominância de nenhum do lados do cérebro.

Esse artigo de 2017, publicado pela Universidade de Harvard, ajuda a desfazer esse mito da lateralidade predominante do cérebro:

“De acordo com uma nova pesquisa, a ideia de pessoas que têm ‘cérebro esquerdo’ ou ‘cérebro direito’ também pode ser menos fixa do que pensávamos.”, afirma o Dr. Robert H. Shmerling

Provavelmente o mito surgiu da comprovação de que, geralmente, o hemisfério direito do cérebro é mais proficiente em tarefas espaciais, enquanto o lado esquerdo do cérebro trata com maior quantidade o centro da linguagem e da resolução de problemas, mas isso não significa que cada metade do cérebro funcione de forma independente.

Um exemplo dado no artigo da Britânica é a Matemática: Apesar da atividade de se calcular algo requerer uma enorme habilidade analítica, a imaginação e a criatividade também se fazem necessárias para a resolução de um problema proposto.

Como leitura complementar, sugerimos um artigo que publicamos em 2014 onde desmentimos a lenda que afirma que usamos apenas 10% do nosso cérebro:

É verdade que utilizamos apenas 10% do nosso cérebro?

Conclusão

O tênis da foto é cinza com cadarços verdes e enxergar outras cores na foto não determina se você usa esse ou aquele lado do seu cérebro!   

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

82 COMENTÁRIOS

  1. Conclusão
    O tênis da foto é ROSA com cadarços BRANCO e enxergar outras cores na foto não determina se você usa esse ou aquele lado do seu cérebro!

    • Hahaha! Bem isso! Para acabar de vez com essa questão, ou criar mais uma… haha… a mesma coisa acontece quando a gente olha para um casal de pessoas e diz, ou pensa: “Nossa! o que ela viu nele” e vice-versa. Nossos olhos nos enganam. Ou, na melhor das hipóteses, nos ajudam e muito! Hahaha!

  2. Conclusão
    O tênis da foto é ROSA com cadarços BRANCO e enxergar outras cores na foto não determina se você usa esse ou aquele lado do seu cérebro!

    • Hahaha! Bem isso! Para acabar de vez com essa questão, ou criar mais uma… haha… a mesma coisa acontece quando a gente olha para um casal de pessoas e diz, ou pensa: “Nossa! o que ela viu nele” e vice-versa. Nossos olhos nos enganam. Ou, na melhor das hipóteses, nos ajudam e muito! Hahaha!

    • É fácil interpretar que o texto diz que é relativo a tela do celular, porque é essa essa a explicação no primeiro parágrafo sobre o vestido. E também porque as pessoas não vem ler a matéria só pra desmitificar o uso dos lados do cérebro, que é a ênfase da matéria, mas também pela curiosidade da explicação, e “a percepção das cores é pessoal” acaba deixando muita margem a interpretação errada da explicação do motivo.

    • Note que dissemos no artigo que a percepção de cores é algo muito pessoal! Mesmo que duas pessoas veem a mesma imagem numa mesma tela, as duas terão percepções ligeiramente diferentes entre si. A distância da retina, o ângulo da imagem, a história de vida e a relação que cada um tem com determinadas cores… tudo isso influencia!

    • E quando a msm pessoa hora vê uma cor hora vê outra cor? Sendo o msm ambiente e msm tela? Acontece comigo…. Ela já modificiu a cor em quando eu olhava

      • “A percepção de cores é algo muito pessoal! Mesmo que duas pessoas veem a mesma imagem numa mesma tela, as duas terão percepções ligeiramente diferentes entre si. A distância da retina, o ângulo da imagem, a história de vida e a relação que cada um tem com determinadas cores… tudo isso influencia!” – Lopes, Gilmar

  3. Mas como duas pessoas olhando a mesma tela no mesmo ambiente vêem diferente?
    Não tem nada a ver com iluminação. E a propósito na foto original o tênis é rosa e branco. Rs

    • É fácil interpretar que o texto diz que é relativo a tela do celular, porque é essa essa a explicação no primeiro parágrafo sobre o vestido. E também porque as pessoas não vem ler a matéria só pra desmitificar o uso dos lados do cérebro, que é a ênfase da matéria, mas também pela curiosidade da explicação, e “a percepção das cores é pessoal” acaba deixando muita margem a interpretação errada da explicação do motivo.

  4. No mesmo celular as pessoas enxergam de cor diferente, creio que a resposta desta matéria não seja tão fiel à realidade quanto queria ser.

    • Note que dissemos no artigo que a percepção de cores é algo muito pessoal! Mesmo que duas pessoas veem a mesma imagem numa mesma tela, as duas terão percepções ligeiramente diferentes entre si. A distância da retina, o ângulo da imagem, a história de vida e a relação que cada um tem com determinadas cores… tudo isso influencia!

    • E quando a msm pessoa hora vê uma cor hora vê outra cor? Sendo o msm ambiente e msm tela? Acontece comigo…. Ela já modificiu a cor em quando eu olhava

      • “A percepção de cores é algo muito pessoal! Mesmo que duas pessoas veem a mesma imagem numa mesma tela, as duas terão percepções ligeiramente diferentes entre si. A distância da retina, o ângulo da imagem, a história de vida e a relação que cada um tem com determinadas cores… tudo isso influencia!” – Lopes, Gilmar

  5. Não concordo com o que fala na materia!
    No meu celular vi cinza com verde e minha filha tb, ja meu esposo no mesmo lugar e no mesmo celular viu rosa com branco.

  6. Mas como duas pessoas olhando a mesma tela no mesmo ambiente vêem diferente?
    Não tem nada a ver com iluminação. E a propósito na foto original o tênis é rosa e branco. Rs

  7. Hoje vi um neurologista explicando que a maior influência é realmente da percepção visual de cada um. Já soube de várias pessoas que vem as duas cores em momentos diferentes. Meu pai mesmo viu ontem cinza e verde e hoje, no mesmo aparelho, viu branco e rosa, que é a cor original desse Van’s. Só eu não consigo ver rosa e branco de jeito nenhum, já tentei várias coisas, ver em outro aparelho, mudar a iluminação do local e nada. Rsssss

  8. Hoje vi um neurologista explicando que a maior influência é realmente da percepção visual de cada um. Já soube de várias pessoas que vem as duas cores em momentos diferentes. Meu pai mesmo viu ontem cinza e verde e hoje, no mesmo aparelho, viu branco e rosa, que é a cor original desse Van’s. Só eu não consigo ver rosa e branco de jeito nenhum, já tentei várias coisas, ver em outro aparelho, mudar a iluminação do local e nada. Rsssss

  9. A explicação da matéria e vaga e não explica como 2 pessoas ao mesmo tempo no mesmo ambiente e ângulo enxergam cores diferentes.
    A proposito é rosa e branco kkkkk.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui