Conecte com a gente

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

E-farsas – Desvendando fake news desde 2002!

Ar-condicionado do carro contém benzeno que causa câncer?

Correntes

Ar-condicionado do carro contém benzeno que causa câncer?

Mensagem que circula pelo Facebook alerta para o perigo de se ligar o ar-condicionado do automóvel ao entrar no veiculo! O benzeno liberado pelo plástico causa câncer?

O alerta apareceu na segunda semana de março de 2014 no Facebook e alerta o motorista para que tenha cuidado ao entrar no veículo com o ar-condicionado ligado. Segundo o texto, o painel, assentos e dutos do ar condicionado do veículo (além das demais peças plásticas do automóvel) emitem benzeno, uma toxina que causa câncer.

O autor da mensagem pede para que todos deixem as janelas do carro abertas por alguns minutos para que o ar do interior do automóvel saia e, só então, que seja ligado o ar-condicionado.

Será que essa história é real?

Ar-condicionado do carro libera substância cancerígena! Será? (foto: reprodução/Facebook)

Ar-condicionado do carro libera substância cancerígena! Será? (foto: reprodução/Facebook)

 

Verdadeiro ou falso?

Como dissemos no início desse artigo, esse alerta apareceu no Facebook na segunda semana de março de 2014, mas ele é bem mais antigo do que isso. Encontramos versões desse texto (em inglês) em publicações de 2009. Inclusive, é bem provável que o blog  Purplerosee seja o criador desse boato alarmista.

Aqui no Brasil, o texto ganhou algumas versões e, em 2014, reapareceu com força total, sendo repassado por pessoas conhecidas na mídia, como o apresentador Álvaro Garnero, em seu perfil do Facebook. Sua publicação sobre os “perigos do benzeno cancerígeno e o ar condicionado” foi compartilhada mais de 270 mil vezes desde o dia 13 de março.

Talvez, achando que estaria prestando um favor à sociedade, o apresentador apenas copiou e colou esse texto que já circula pela web desde 2009 e a anexou a uma foto sua (em um carro conversível), sem informar de onde ele teria tirado tais informações.

Analisando o texto

Deixando o apresentador de lado (afinal, o texto não é dele. Garnero apenas o copiou de algum blog desinformado por aí), vamos dar uma analisada rápida em alguns dos trechos do artigo para provar que o alerta não passa de balela pura. Logo no início temos:

“NÃO LIGUE O AR CONDICIONADO DO CARRO ATÉ PRESTAR ATENÇÃO NISSO… Isso é para todos lerem e compartilharem… pode salvar uma vida.”

Qual maneira mais eficaz de se chamar a atenção do leitor do que usar de LETRAS MAIÚSCULAS? Iniciar um artigo com esse recurso dá uma sensação de urgência ao texto.

Além disso, o autor já pede para que o boato seja passado adiante. A maioria dos hoaxes pede para ser repassado.

Mais abaixo, o texto diz:

[…] de acordo com pesquisas, o painel do carro, os assentos, dutos do ar condicionado, na verdade todos os objetos de plástico em seu veículo emitem Benzeno, uma toxina que causa câncer. Uma substância MUITO cancerígena. […]

De acordo com quais pesquisas? Quem realizou as pesquisas? Quando foram feitas essas pesquisas? O autor aqui apela para a autoridade de alguma instituição que não existe, mas o leitor desatento pode nem se preocupar com isso! Afinal, se pesquisas afirmam, quem somos nós para contestar…

De fato, o benzeno é usado na fabricação da maioria dos plásticos do interior do veículo. Essa é a única parte verdadeira do texto, mas não há nenhuma comprovação de que a exposição a esses materiais dentro do carro provoque câncer (ou leucemia). Além disso, o autor afirma que os dutos de ar são feitos de plástico, mas são feitos de metais.

De acordo com a American Cancer Society, o benzeno pode, sim, causar leucemia, mas não pra quem fica exposto ao plástico, mas ao benzeno. O site Eco-Usa explica que a exposição à pequenas quantidades de benzeno não é prejudicial à saúde.

Entre em contato com o E-farsas

(11) 96075-5663 - t.me/efarsas

O parágrafo a seguir é o mais inverossímil de todos:

O nível ‘aceitável’ de Benzeno em lugares fechados é de 50mg por pé quadrado (144 polegadas quadradas, medida utilizada nos estados unidos). Um carro estacionado em lugar fechado, com as janelas fechadas, irá conter de 400 a 800 mg de Benzeno – 8 vezes mais que o aceitável. Se estacionado em lugares abertos ao Sol, numa temperatura de 16˚C (converti, o texto dizia 60˚F), o nível de benzeno vai para 2000 a 4000 mg, 40 vezes a mais que o aceitável.

O correto nesse tipo de medida é em centímetro cúbico ao invés de centímetro quadrado (como afirmado no texto). Aqui, o autor se vale de vários números (que sabe-se lá de onde ele os tirou) e faz com que o leitor fique com certa preguiça de prosseguir com a leitura e pule direto ao final, onde o artigo pede novamente para que o texto seja repassado.

Acontece que o tradutor, ao fazer versão brasileira do texto, converteu errado os valores. Enquanto que a versão inglesa (que não tem nenhuma comprovação) fala em 50mg por pé quadrado (0,05 miligramas por centímetro quadrado), o brasileiro fala em “800 miligramas de benzeno” e esse valor aumenta – segundo o boato – se o interior do carro chegar a 16 graus.

Cheiro de carro novo é o culpado?

E para quem ficou preocupado com o alerta por causa da relação do cheiro de carro novo e o aumento na incidência de câncer (por causa do alto teor de benzeno encontrado nele), um estudo coreano de 2002 mostrou que quanto mais antigo for o carro, mais quantidade de benzeno ele libera. Ah! É bom saber que o estudo também descobriu que a maior liberação de benzeno (ainda que insignificante para a nossa saúde) ocorre no inverno, época do ano em que menos se usa ar-condicionado nos carros.

Outro estudo, feito na Alemanha também em 2002, mostrou que o cheiro de carro novo (ao contrário do que se pensava), possui pouquíssima toxicidade.

O que o autor não se deu conta é que somos rodeados por produtos de plástico, não só no interior dos veículos, mas também na nossa casa e no escritório. Alguns locais chegam a ficar expostos ao sol, tanto quanto dentro do carro. Por que só no automóvel faz mal?

Atualização 23/03/2014

A foto que acompanha o boato

Vários leitores questionaram sobre uma foto que foi anexada em uma das versões desse boato no Facebook. A imagem mostra um senhor desacordado no banco de um carro, como se estivesse passando mal ou desmaiado.

Pra quem não viu, a foto é essa:

Foto que acompanha uma das versões do boato do ar-condicionado! (foto: reprodução/Facebook)

Foto que acompanha uma das versões do boato do ar-condicionado! (foto: reprodução/Facebook)

A imagem acima não tem nada a ver com benzeno ou com ar-condicionado. De acordo com o jornal Meio Norte, o senhor da foto era o agricultor aposentado Antonio Félix da Silva que faleceu em frente ao Hospital São Marcos (no Piaui). O aposentado tinha 63 anos de idade e morreu dentro de um Celta, após sua família tentar atendimento em três serviços de urgência e emergência do hospital.

O fato aconteceu em 2011. Segundo apurou o Meio Norte:

A viúva Maria de Sousa Silva, de 41 anos, afirmou chorando muito que o seu marido tinha se submetido a uma cirurgia em março deste ano para retirada de uma tireoide. e hoje, foi falar com o médico no hospital, onde vem se tratando há 9 meses, e o profissional afirmou que não poderia medicá-lo com iodo sem que estivesse internado e indicou para que fosse internado em uma clínica, mas disseram que não poderia ser internado por causa de falta de vagas e o encaminhou novamente para o Hospital São Marcos. ‘Já que era para morrer no meio da rua, o médico deveria pelo menos encaminhar o meu marido para morrer em casa’, disse a viúva.”

Fim a da atualização do dia 23/03/2014

Conclusão

O texto é um boato que circula pela web desde 2009 e não deve ser levado a sério. Alguém achou um artigo em inglês e o traduziu macarronicamente para o nosso português e nem se preocupou em pesquisar se aquilo era verdade ou farsa. De qualquer maneira, é muito mais saudável andar com os vidros abertos do que com o ar condicionado, mas tenha cuidado com os assaltos nos semáforos e ao ficar com o carro parado por aí.

Continue lendo
31 Comentários

31 Comments

  1. Hugo

    21 de março de 2014 em 8:21

    Minha namorada me mostrou esse texto esses dias. Sou químico e dei gargalhadas na hora.

  2. Gawaim

    21 de março de 2014 em 16:35

    Como é que pode ser mais saudável dirigir sem ar condicionado?
    – O motorista sofre os efeitos do calor.
    – Acaba respirando fumaça e poeira das ruas.
    – A poluição sonora contribui mais ainda para o stresse.
    – O trânsito estando congestionando(quase sempre!) fica ainda mais insuportável quando temos que aguentar o barulho, a poeira e fumaça de escapamento dos outros carros.
    Agora quem disseminou um boato foi o site.

    • Gilmar Lopes

      21 de março de 2014 em 19:21

      hehehehehe! Sei lá… Achei que o ar “puro” seria melhor, mas me esqueci da poluição!

    • Marcelo

      24 de março de 2014 em 10:13

      Mas o Gilmar ta certo. Na verdade o que o ar condicionado do carro provoca é náusea e dor de cabeça se você fica com ele ligado numa viagem de 30 minutos pelo menos. Muitas pessoas passam por isso, outras já são mais acostumadas. Acontece que o “cheirinho de carro novo” só piora.

      Na minha cidade onde não tem trânsito(só quando tem atrações turística) é muito melhor andar de vidro aberto.

      Enviado de Porto Seguro – BA

    • Torquemada Gino

      11 de janeiro de 2015 em 22:00

      O cara dá uma esclarecida das boas e faz uma brincadeira no final. É preciso senso de humor…

  3. Ricardo

    21 de março de 2014 em 17:26

    Adoro o site e gostaria de sugerir uma correção na análise do hoax: os dutos de ar (canais por onde é distribuída a ventilação no interior do veículo) realmente são feitos de plástico.

    Talvez tenham se confundido com a tubulação do gás refrigerante, esta sim, metálica (atualmente de alumínio) ou de borracha. Espero que o esclarecimento tenha sido útil. Um abraço a todos.

    • Gilmar Lopes

      21 de março de 2014 em 19:20

      Obrigado pela ajuda!

  4. Jeferson

    21 de março de 2014 em 18:41

    isso aí de abrir e deixar o carro aberto um pouco antes de ligar o AC faz todo sentido, supunhetamos que o carro fique o dia todo no sol, não adianta entrar e já ligar o AC, o bafo quente está dentro dele ainda, tem que abrir o carro para esse bafo sair e depois sim entrar e ligar o AC, para fazer algum efeito.

    • Dann

      21 de março de 2014 em 23:09

      supunhetamos???? supunheta você, eu não! haehaehaehae

    • elton

      2 de abril de 2014 em 10:24

      É o quê, homem? O site aqui é sério! Escreve direito, seu palhaço!

    • Devanir Nunes

      9 de dezembro de 2014 em 19:26

      Só faltou a análise do e-farsas dizer aquela frase padrão. Nenhuma reportagem sobre o assunto saiu em qualquer mídia respeitável.

  5. Fabricio

    21 de março de 2014 em 23:38

    Devia ter uma parte no site, um mural da vergonha com o print com a hoax qual site/perfil publicou no Brasil primeiro com ranking de menos confiáveis.

    • Gilmar Lopes

      22 de março de 2014 em 9:11

      boa sugestão! valeu

  6. Renato

    22 de março de 2014 em 8:02

    O que mata não é o que sai de dentro do carro, e sim o que sai de fora:

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/09/estudo-aponta-que-poluicao-mata-mais-que-o-transito-em-sao-paulo.html

    O pessoal tinha que se preocupar mais é com o que interessa.

    • Alexandre Aguiar

      22 de março de 2014 em 15:45

      Por outro lado, há gente, muita gente, por sinal, que não dá manutenção do ar condicionado do carro. Dessa forma, a quantidade de fungos e bactérias que se acumulam é tão nociva quanto à poluição lá fora.

  7. Vi

    22 de março de 2014 em 16:24

    Se alguém encontrar a fonte da imagem do idoso dentro do carro, favor postar.

    • Gilmar Lopes

      22 de março de 2014 em 20:17

      manda o link da imagem pra nós! Procurei novamente para acrescentar no artigo, mas a busca do Facebook é terrível!

    • Gilmar Lopes

      23 de março de 2014 em 17:21

      Atualizado!

  8. Lugar Certo Imóveis

    25 de março de 2014 em 12:06

    Bando de Idiotas que não estudam as coisas antes de divulgar e propagar!

  9. Natanael

    6 de fevereiro de 2015 em 14:22

    Bom, já era esperado ser mais um dos boatos de Facebook, afinal todo dia aparece algo “fantástico” que as pessoas começam a repassar sem nem saber se é verdade.

    Independente disso, o cheiro de carro novo não é nada agradável, pelo menos eu passo mal ao andar em carro novo se as janelas estiverem fechadas pois o cheiro é enjoativo mesmo..

  10. Rob fals

    8 de fevereiro de 2016 em 12:46

    Que merda de artigo.

  11. Renner

    19 de fevereiro de 2016 em 22:50

    Gilmar, dá uma lida nesse artigo e tome mais cuidado antes de dizer “não deve ser levado a sério” sobre um elemento químico que causa MUITOS males à saúde, inclusive o câncer. Acho que um Sindicato de Químicos sabe o que está falando. Com todo respeito, pesquise mais antes de falar que é boato e pra não levar a sério um assunto sim MUITO SÉRIO.

    Acredito que nesse caso específico o alerta é pelo fato do carro ser fechado e ficar muito tempo sob o sol causando provavelmente uma liberação maior de benzeno no ar, e a pessoa inalando esse ar carregado de benzemo no carro fechado quase todo dia vai causar um mal violento à saúde e é provável que muitos casos de câncer foi causado pelo benzeno e a pessoa nem sonha, é muito grave. Não brinque com a saúde das pessoas.

    http://www.quimicosunificados.com.br/9607/benzeno-cancerigeno-os-riscos-no-local-de-trabalho-e-em-casa/

  12. Luciano Dias da Silva

    6 de julho de 2016 em 18:54

    Primeiro ponto: o benzeno é cancerígeno: quanto a isso não há dúvida.
    Segundo: qualquer material é mais volátil a temperaturas elevadas, o que aumenta a concentração do seu vapor (notadamente em um carro fechado sob o sol).
    A questão é que não há benzeno no plástico: ele é matéria prima (reagente).
    A dúvida é se há degradação do plástico a ponto de se produzir benzeno novamente, o que não me parece razoável…

  13. daniel

    13 de agosto de 2016 em 14:08

    Ok!! Mas o http://www.e-farsas.com também está incorrendo no mesmo erro do

  14. Vinícius

    16 de janeiro de 2017 em 2:33

    Em pleno 2017 eu recebi essa mensagem pelo WhatsApp… E, como toda corrente, corro aqui pro E-Farsas. Você é fera mesmo Gilmar, presta um serviço de utilidade pública!

  15. André Jurado

    23 de fevereiro de 2017 em 9:54

    E-Farsas sempre nos salvando da constante e disseminante ignorância eletrônica! Obrigado.

  16. Pingback: Tema polêmico: O aroma do ar condicionado pode causar câncer? | Santo Cheiro

  17. Walquiria

    7 de janeiro de 2019 em 7:33

    A revista quadro rodas , em 2017, não disse ser farsa essa notícia. Não dá para acreditar totalmente no site do e-farsas. Tem que investigar mais e não comer a notícia pronta desse site.

    • Gilmar Lopes

      7 de janeiro de 2019 em 8:48

      Manda um link, por favor?

      • Andre Maues

        8 de janeiro de 2019 em 12:55

        https://www.google.com/amp/s/quatrorodas.abril.com.br/auto-servico/os-materiais-utilizados-no-interior-dos-carros-podem-fazer-mal/amp/

        A matéria da Quatro Rodas é essa aqui. Mas não acho q ela está tão completa como o E-farsas. A questão é que, com certeza, deve-se evitar deixar o carro no sol e tbm nao se deve ligar o ar assim que entrar. Mas daí a dizer que se libera Benzeno e causa câncer, são outros 500.

        • Gilmar Lopes

          8 de janeiro de 2019 em 16:52

          Pelo que li na matéria, são coisas diferentes. O da Quatro Rodas afirma que inalar o cheiro de carro novo pode fazer mal para a saúde, mas o benzeno tende a diminuir logo nos primeiros dias de uso. Isso não bate com dados citados no nosso artigo, que afirma que carros antigos tendem a liberar mais benzeno, mas isso não chega a ser um problema de saúde!

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Ajude a Manter o E-farsas!

Categorias

Parceiros

Voltando a Circular

Publicidade

Topo