16.9 C
São Paulo
quinta-feira, setembro 16, 2021

Bolsonaro vai proibir o videogame no Brasil caso seja eleito?

- Publicidade -

É verdade que o deputado federal Jair Bolsonaro afirmou em entrevista que vai proibir o videogame no Brasil caso seja eleito presidente da República?

A notícia voltou com força na segunda quinzena de setembro de 2017 e alerta para uma suposta promessa de campanha do candidato à Presidência da República, o deputado federal Jair Bolsonaro. De acordo com a manchete, Bolsonaro teria afirmado que jogar videogame no Brasil é um crime e que a prática será proibida no país!

Será que isso é verdade mesmo? Jogar videogame vai virar crime caso o Bolsonaro seja eleito?

Bolsonaro teria dito que irá proibir o jogo de videogame no país caso seja eleito! Será verdade? (foto: reprodução/Facebook)

Verdade ou farsa?

Apesar dessa notícia ter ganhado força em setembro de 2017, ela surgiu mesmo em maio do mesmo ano, quando um trecho de uma entrevista concedida em maio de 2013 por Jair Bolsonaro ao programa Mulheres – da TV Gazeta – se espalhou nas redes sociais. Tirada totalmente fora de contexto, o vídeo mostra somente a parte em que o deputado dizia que videogame é crime:

https://www.youtube.com/watch?v=jO62jZmAFSc

 

Em maio de 2017, o UOL Jogos procurou saber do parlamentar se era verdade mesmo que ele queria proibir o videogame no Brasil e o filho de Jair Bolsonaro, Eduardo, (falando em nome do pai) afirmou que ele se referia a “jogos violentos”, não a games em geral. “É impensável que uma criança jogue games como ‘GTA'”, disse eke. Segundo Eduardo Bolsonaro, há games úteis, como “simuladores que pilotos de avião ou de corrida usam para treinar”.

No dia 08 de março de 2017, o deputado Jair Bolsonaro publicou um vídeo onde explica que não irá proibir o videogame no Brasil:

- Publicidade -

É bom lembrar que esse tipo de classificação indicativa já existe e está sob controle do Ministério da Justiça!

Outros políticos e magistrados já pensaram nisso

Em fevereiro de 2012, o Senador Valdir Raupp desistiu do Projeto de Lei  (170/06), de sua autoria, que torna crime fabricar, importar ou distribuir jogos de videogames ofensivos “aos costumes e às tradições dos povos, aos seus cultos, credos, religiões e símbolos”.

Em um comunicado emitido para a Associação Comercial, Industrial e Cultural de Games (Acigames), o senador informou que encaminhou ao presidente do Senadoum pedido oficial de retirada do projeto.

Anos antes, em 2008, o juiz federal Carlos Alberto Simões de Tomaz, da 17ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado de Minas Gerais determinou que jogo “Counter-Strike” “reproduz a guerra entre bandidos e policiais e impressiona pelo realismo. No vídeo-game, traficantes do Rio de Janeiro sequestram e levam para um morro três representantes da Organização das Nações Unidas. A polícia invade o local e é recebida a tiros“. Sob essa alegação, o juiz ordenou a proibição da venda do jogo em todo o território nacional!

Nessa matéria do site TechTudo há uma lista de 7 jogos que já foram proibidos aqui no Brasil por causa da violência!

Conclusão

O deputado Jair Bolsonaro não disse que vai proibir o jogo de videogame caso seja eleito! Ele afirmou em uma entrevista de 2013 que jogo violento é um crime e que deveria ser proibido!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla!

Últimas Atualizações

- Publicidade -

Ajude a Manter o E-farsas

Checagens Relacionadas

23 COMENTÁRIOS

  1. Ainda precisa falar alguma coisa????? Estou com Jair Bolsonaro o Brasil precisa disso mesmo, chega de bandidos menores fazendo o que quer. 2018 farei questão de enfrentar qualquer obstaculo pra votar nele. o Brasil está uma zona com esta bandidagem no comando.

      • Bom, presidente pode criar medida provisória e até mesmo emenda constitucional. Então, de certa forma, presidente pode sim mudar lei (claro, como qualquer coisa envolvendo leis, deve-se passar pelas duas casas que decidem se aceitam ou não. E para ser aceito, deve-se ser aceito em dois turnos com ao menos 3/5 de cada casa – 49 senadores e 308 deputados).

        Agora a segurança pública é responsabilidade dos governos estaduais.

        Mas acho que essas duas coisas o Zé aí certamente sabia (especialmente a segunda). Bem como todo e qualquer fã do bolsomito.

        • Existem limitações severas na Constituição sobre o objeto de medidas provisórias (direito penal e processual penal é algo que não pode ser tratado por MP). E emenda constitucional pode ser proposta pelo presidente, mas precisa ser votada pelo Congresso como qualquer outra proposta legislativa. Aliás, a medida provisória perde a eficácia em 60 dias se não for votada pelo Congresso.

  2. Eu defendo Bolsonaro . Vou votar nele em 2018. .Sempre amei videogame . Só burro acredita quando e ele vai proibir videogame . Ele nunca falou isso . Já que só maluco que ver um filme um jogo vai imitar . Bolsonaro prega um estado mínimo e com isso diminuição de impostos também em videogame . Já esses partidos de esquerda e, geral amam estado grande e com imposto alto em tudo . Então sim quem joga videogame no Brasil deve votar em Bolsonaro se acha caro os imposto em cima de jogos aqui . A esquerda está espalhando de todas as formas mentira sobre Bolsonaro , porque não aceita que a vitória dele è quase certa em 2018 se a urna não for eletrônica e sim como vai ser de papel

    • O caso é que tudo que o Bolsonaro prega depende de aprovação no Congresso, e não de uma canetada dele. Se estado minimo fosse tão fácil FHC faria, com 8 anos de governo e maioria no Congresso.

    • “Então sim quem joga videogame no Brasil deve votar em Bolsonaro se acha caro os imposto em cima de jogos aqui . ”

      Porra, se dependesse só disso.

      “porque não aceita que a vitória dele è quase certa”

      HAHAHAHHAHAHAHA! Cuidado pra não entrar em depressão, viu?

  3. GTA já tem a classificação etária de 18, então sim…É UM CRIME CRIANÇAS JOGANDO kkkkkkkk.
    Quem viu o video e tem o mínimo de QI, entendeu que ele fala de “ser um crime” simplesmente falando que é algo ruim para a educação das crianças (e tem um estudo mostrando que os jovens estão deixando o emprego de lado para jogar videogame). Depois o filho dele só falou que ele se referia a jogos violentos. Em momento algum ele fala que queria proibir. Ele já fez uma postagem no face sobre isso.

  4. Jogos violentos? Violenta fica eu, quando perco a vida e tenho que começar do zero tudo de novo 😛 mas sou brasileira e não desisto nunca 🙂 vamos recomeçar 🙂

  5. Gente… O LAG deixa as pessoas violentas. Vamos acabar com o LAG… A cada uma hora 6 crianças morrem por causa do LAG. Menos LAG mais XP!

  6. Geração careta do caramba. Aposto que essas pessoas que estão defendendo Bolsonaro hoje passaram a infância atropelando putas e matando cafetões em GTA: San Andreas, e agora estão vestindo a máscara da hipocrisia.

  7. Eu acho que isso é um fracasso. Eu sei que muitas pessoas tratam os videogames um pouco superficialmente, mas ainda há outras pessoas a quem dá alegria, e algumas também dinheiro. Por exemplo, csgo skins podem ser vendidos e comprados em plataformas como esta [link removido].

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui