28.4 C
São Paulo
quarta-feira, fevereiro 28, 2024

É verdade que o arroz Dana está vindo contaminado do Paquistão?

- Publicidade -

Texto compartilhado através das redes sociais afirma que o arroz da marca Dana estaria vindo contaminado do Paquistão! Será verdade?

O alerta começou a se espalhar nas redes sociais e também através de aplicativos de mensagens no final de fevereiro de 2023 e afirma que o arroz da embalagem azul da marca Dana estaria sendo importado para o Brasil com um tipo de vírus prejudicial para a saúde do consumidor.

Segundo o que diz no aviso, o problema teria sido descoberto por um funcionário que trabalha na alfândega, onde percebeu que o arroz Dana estaria muito contaminado!

Será que isso é verdade ou mentira?

Texto de uma das versões compartilhadas em grupos de WhatsApp: “Um amigo que trabalha na alfândega me disse que chegou um carregamento de arroz e que não passou no regulamento de saúde porque traz um vírus que só é visto no Paquistão. O arroz é de lá e o árabe pagou e subornou para conseguir a mercadoria e já distribuíram. O arroz se chama “Dana” e a embalagem é azul e diz feito no Paquistão. Por favor, não compre, está muito contaminado 😱… Compartilhe essa informação! com sua família e outras pessoas. Esse arroz é vendido por lojas.” (foto: Reprodução/WhatsApp)

Verdade ou mentira?

Não é de hoje que alertas como esse, sobre produtos contaminados, se espalham pela rede. Já desmentimos aqui no E-farsas o caso dos bolinhos que estariam vindo da Turquia com comprimidos que causam paralisia, o da Dipirona que estaria vindo da Venezuela com o vírus Marburg, o das laranjas que estariam sendo importadas da Líbia com HIV, dentre tantos outros.

Publicações desse tipo atraem a atenção do leitor e o apelo emocional faz com que a mensagem seja repassada para mais pessoas, mesmo tendo um conteúdo vago e sem apresentar nenhuma prova.

  • Qual é o nome do funcionário da alfândega?
  • Em qual região do Brasil ele trabalha?
  • Quando o problema foi detectado?
  • Os jornais não falaram nada a respeito?

Como a afirmação não é datada, tem-se a impressão de que isso teria sido detectado recentemente. No entanto, encontramos publicações a respeito datadas de 2017, como essa que foi bastante compartilhada no Panamá, em julho daquele ano.

Desde aquela ocasião, o assunto já havia sido desmentido, assim como nos anos seguintes, em sites de língua espanhola – como o Colombia Ckeck, por exemplo.

Em 2018, o falso alerta chegou em Portugal e demais países que falam português, sendo amplamente desmentido.

- Publicidade -

Chegamos em 2023 com uma nova leva desse mesmo boato, que voltou a circular no final de fevereiro desse ano, com o mesmo teor: texto e fotos da embalagem de um saco de arroz da marca Dana.

Não encontramos produtos com essa marca aqui no Brasil, mas o site Tus Buenas Noticias encontrou a origem do arroz. De acordo com a apuração feita por eles, o produto sequer é do Paquistão. O arroz Dana é da Venezuela.

Uma das imagens que circulam pela web juntamente com esse boato apresenta o código CPE1016406985, que se refere ao Controle de Produto Embalado (CPE), seguido de uma sequência de números. Este registro, de acordo com o Tus Buenas, é concedido pelo Serviço Descentralizado de Normalização, Qualidade, Metrologia e Regulamentações Técnicas (SENCAMER) da Venezuela. 

Tudo leva a crer que o produto não está à venda no Brasil, mas fomos atrás de informações sobre os itens que são importados do Paquistão para o nosso país através da plataforma Comexstat, que disponibiliza dados sobre importação e exportação.

Lá, descobrimos que o Paquistão vende para o Brasil diversos produtos, como sal e roupas, mas não há nenhum tipo de arroz nas importações de lá pra cá!

Conclusão

Não é verdade que o arroz Dana está vindo do Paquistão contaminado! O Brasil não importa arroz desse país!

- Publicidade -
Gilmar Lopes
Gilmar Henrique Lopes é Analista de Sistemas. Trabalha com PHP e banco de dados Oracle e é especializado em criação de ferramentas para Intranet. Em 2002, criou o E-farsas.com (o mais antigo site de fact checking do país!) que tenta desvendar os boatos que circulam pela Web. Gilmar também tem um espaço semanal dentro do programa “Olá, Curiosos!” no YouTube e co-apresenta o Fake em Nóis ao lado do biólogo Pirulla! Autor do livro de ficção Marvin e a Impressora Mágica!

Últimas Atualizações

- Publicidade -Compre o livro Marvin e a impressora Mágica de Gilmar Lopes

Ajude a Manter o E-farsas

- Publicidade -

Checagens Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui